Pack – O Pequeno Príncipe (áudio e pdf).

O mundo não é justo.
As pessoas ficam indignadas com ele…
Meu trabalho não é justo, pois o mundo não é justo.
Meus estudos não são justos, pois o mundo não é justo
Meu cabelo não é legal porque não foi justo comigo.

Aprendam…

O mundo nunca foi justo e nunca será…
Se estão esperando justiça para tocar suas vidas é melhor deitar.

Pois se o mundo fosse realmente para ser justo
Conforme algumas crenças ainda estaríamos andando nus
No jardim do Éden

Original em:
http://daniellc.wordpress.com

Olá galera. Mais um trabalho realizado.

O novo site da LSB está na rede com muitas novidades.

Pensando em atrair mais os torcedores para próximo do time, foi inserido um novo mural, twitter, facebook, um sistema de notícias com mais recursos e mais modernos, destaques em jquery e flash para os patrocinadores e colaboradores da equipe, vídeos e contato com a diretoria do clube.

Mais novidades ainda estão por vir, dentre elas uma loja virtual, sócio torcedor, wallpapers e álbum de fotos dos jogos.

Acessem.

http://lsbasquete.com.br

LSB - Liga Sorocabana de Basquete

LSB - Liga Sorocabana de Basquete

Evolution of hearts & minds is as important as revolution on the streets #Egypt

(Evolução dos corações e mentes é tão importante como a revolução nas ruas)

Bono Vox

Bono Vox

A bôrra da vida está nos atos e pensamentos de atitudes e soluções impensadas. Que fazem em sua anuâncias a tristeza do viver. Mas para que isso se ensine nas caminhadas elevamos e nos confessamos até que essa bôrra imaginaria se dissipe nas águas de suas lágrimas.
Porque até então só ficou uma poeira reluzente num caminhar distante que só faz refletir a vontade de fugir no equidistante caminho das linhas que nos fazem pensar, e pensar com certo medo no profundo do seu ser.
Mas quem diria que em um dado momento passasse a doer no fundo d’alma como se fosse uma cortina de fumaça que não se dissipa com um simples olhar.
Cherubin Camargo
19/09/07

Olá galerinha. Fazendo algumas pesquisas sobre a reforma ortográfica, encontrei este jogo que vai ajudar vc muito sobre como aprender a nova regra do nosso idioma.

Ao final do jogo vc pode fazer o download do guia da reforma ortográfica.

Agora ficou mais fácil.

http://fmu.br/game/home.asp

Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
A vida não para…

Enquanto o tempo
Acelera e pede pressa
Eu me recuso faço hora
Vou na valsa
A vida é tão rara…

Enquanto todo mundo
Espera a cura do mal
E a loucura finge
Que isso tudo é normal
Eu finjo ter paciência…

O mundo vai girando
Cada vez mais veloz
A gente espera do mundo
E o mundo espera de nós
Um pouco mais de paciência…

Será que é tempo
Que lhe falta para perceber?
Será que temos esse tempo
Para perder?
E quem quer saber?
A vida é tão rara
Tão rara…

Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não para
A vida não para não…

Será que é tempo
Que lhe falta para perceber?
Será que temos esse tempo
Para perder?
E quem quer saber?
A vida é tão rara
Tão rara…

Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
Eu sei, a vida é tão rara
A vida é tão rara…

A vida é tão rara…

 

Simplesmente assistam e tirem suas conclusões.

Salve galera.

Vou compartilhar com vcs um site que eu achei muito legal, cheio de artes muito bonitas em vetor.

http://vectorart.org/

Abs.

Olá galera. Hj vou passar algo que ainda não tinha feito aqui no Inatitude. Um tutorial de como fazer um sistema de comentário simples em Php.

Pra fazer o tutorial vc vai precisar criar x arquivos:

  1. index.php (que vai conter o formulário para a interação do internauta)
  2. conexao.php (vai fazer a conexão com o banco de dados)
  3. validar.php (que vai fazer a validação dos dados enviados pelo formulário e enviá-los ao banco de dados)

Vamos começar com o index

Abra um editor php de sua preferência e vamos inserir as seguintes linhas

<html xmlns=”http://www.w3.org/1999/xhtml”&gt;
<head>
<meta http-equiv=”Content-Type” content=”text/html; charset=utf-8″ />
<title>Sistema de comentário</title>
</head>
<body>
<h1>Digite seu comentário</h1>
<form method=”post” action=”validar.php”>
<div>Nome: </div>
<div><input type=”text” name=”nome” />
</div>
<div>Email: </div>
<div>
<input type=”text” name=”email” />
</div>
<div>Comentário: </div>
<div>
<textarea cols=”30″ rows=”5″ name=”comentario”></textarea>
</div>
<hr />
<div>
<input type=”submit” value=”Enviar” />
</div>
</form>
</body>
</html>

A princípio nada de php. Mas é importante vermos alguns pontos. Repare que eu deixei alguns pontos do código em vermelho. Apesar disso ser HTML ele será importante para a interação com o Php.

Onde vemos “method=post” estamos dizendo que o método de envio dos dados será através do post.  Algusn podem estar se perguntando “Qual é a diferença entre os metodos post e get?”. Bem, o método post faz o envio dos dados de maneira “invisível”. Já o método get usa as urls para enviar as informações deixando dados importantes à mostra (o que pode ser perigoso).

Onde vemos “action=validar.php” estamos dizendo para qual página vamos enviar os dados do formulário.

Repare que no formulário eu defini uma propriedade name (name=”nome”) para cada um dos campos criados. Isso irá identificar os campos que serão enviados ao php.

Salve essa página com o nome “index.php”.

Definido a primeira etapa vamos até o banco de dados mysql e vamos criar a tabela necessária para armazenar as informações que serão enviadas pelo formulário.

Crie um novo banco de dados chamado “aula” como mostra a figura abaixo.

Agora crie a tabela que será usada para armazenar os dados conforme mostra o exemplo abaixo

Repare que no campo “Número de arquivos” eu defini o número 4. Por que quatro? Porque nós vamos armazenar nesta tabela quatro linhas de informação de dados.

  1. id
  2. nome
  3. email
  4. comentario

Exatamente o nome dos campos que usamos para criar o formulário acrescido de um “id” que identificará numericamente cada dado enviado. Complicado? Fica de boa, daqui a pouco vc vai entender melhor.

Preencha os campos conforme o exemplo abaixo:

Vamos explicar cada campo:

  1. No campo id eu defini o tipo de informações que ele receberá como INTt (números inteiros) índice PRIMARY (definida uma chave primária) e A.I. (Auto Incremento)
  2. Nos campos nome e email defini o tipo de informações como VARCHAR (string) e com no máximo 50 caracteres permitidos
  3. No campo comentario eu defini o tipo de dado como TEXT para que não haja limitação de caracteres.

Cliquem no botão salvar e pronto. Criamos nossa tabela.

Vamos criar agora o arquivo conexao.php

O arquivo vai pedir para que vc informe o servidor que vc está usando, o usuário e a senha. Também vai pedir o banco de dados que vc vai usar. Mas como eu faço para saber o usuário e a senha do servidor que eu estou usando? É fácil, na raíz da mysql (geralmente este endereço http://127.0.0.1/home/mysql/) procure por um link chamado privilégios. Clique nele e lá vc encontrará o nome do seu servidor, usuário e senha.

Repare que aqui eu tenho todas as informações que preciso.

  • Usuário : root
  • Servidor : localhost
  • Senha : não tem senha

Com base nestas informações, crie um arquivo novo chamado conexao.php e insira as seguintes linhas.

<?php
$conectar = mysql_connect(‘localhost’,’root’,’ ‘) or die (“Erro ao se conectar com o servidor ” . mysql_error());
$banco = mysql_select_db(‘aula’) or die (“Erro ao se conectar com o banco de dados ” . mysql_error());
?>

Explicando as linhas.
$conectar = mysql_connect(‘localhost’,’root’,’ ‘) or die (“Erro ao se conectar com o servidor ” . mysql_error());
Aqui eu criei uma váriável chamada $conectar e atribuí o comando mysql_connect (que faz a conexão com o servidor). Repare que entre parênteses eu defini o nome do servidor, usuário e senha conforme indicado no link de privilégios. O comando or die reporta um possível erro.
$banco = mysql_select_db(‘aula’) or die (“Erro ao se conectar com o banco de dados ” . mysql_error());
Nesta eu criei uma variável chamada $banco que escolhe o banco de dados que eu vou usar para fazer as interações com o php (no nosso caso o banco de dados  aula).
Salve o arquivo com o nome conexao.php.
Vamos criar o arquivo validar.php.
Pra que vai servir esse arquivo? Pra três coisas.
  1. Receber os dados do formulário
  2. Validar esses dados
  3. Inserir os dados no banco de dados (mais precisamente na tabela “comentarios”)

Vamos ao primeiro passo que é receber os dados do formulário. Para isso, vamos criar uma variável chamada $nome e definir o comando $_POST[‘nome’];

Vai ficar assim:

$nome = $_POST[‘nome’];

Explicando a linha.

Criei uma variável chamado $nome e defini o comando $_POST[]. Este comando irá buscar os dados postados pelo formulário (lembra do método que usamos para enviar os dados?). Claro que pra isso eu preciso identificar qual campo ele vai buscar pra armazenar na variável. Basta definir a name do campo que vc quer dentro do colchetes [ ] e com aspa simples ficando conforme está mostrado  nas linhas acima.

É bom ressaltar que vc pode inserir vários comandos de segurança aqui mas vamos deixar isso pra outra aula, ok?

Faça o mesmo com os outros campos do formulário (email e comentario)

Seu arquivo ficará assim.

$nome = $_POST[‘nome’];
$email = $_POST[’email’];
$comentario = $_POST[‘comentario’];

Vamos começar a validar os dados. Vai ser algo bem simples e rápido, ok? Vou deixar uma aula só de validações de dados pra vcs em um outro tuto. Vamos dizer que todos os campos do formulário precisam ser preenchidos, senão ele não envia os dados para o banco de dados.

Pra isso vamos usar a estrutura if

if(empty($nome)){
echo “<script>alert(‘Atenção! O campo nome não pode ficar em branco. )</script>”;
echo ‘<script>history.back();</script>’;
}

Outro comando simples. bastou usar dentro o if o comando empty($nome). este comando diz que a variável $nome está vazia. Se ela estiver vazia o php executa os comandos dentro das chaves {}. No nosso caso eu defini um alert do javascript pra informar o erro e um history.back para voltar à página anterior (o index)

Podemos inserir os mesmos comandos para as outras variáveis ($email e $comentario). Nosso script vai ficar assim.

if(empty($nome)){
echo “<script>alert(‘Atenção! O campo nome não pode ficar em branco. )</script>”;
echo ‘<script>history.back();</script>’;
} else if(empty($email)){
echo “<script>alert(‘Atenção! O campo email não pode ficar em branco. )</script>”;
echo ‘<script>history.back();</script>’;
} else if(empty($comentario)){
echo “<script>alert(‘Atenção! O campo comentario não pode ficar em branco. )</script>”;
echo ‘<script>history.back();</script>’;
}

Entendendo a lógica. Se o campo nome estiver vazio ele vai vai informar o erro e voltar ao index. Se não ele vai fazer o teste para o campo email.  E assim por diante. Se todas as requisições forem atendidas ele pode inserir os dados no banco de dados. Pra isso vamos pedir para o php buscar as informações do arquivo conexao.php. Vc pode deixar esse comando no topo do script.

O comando usado é require(‘conexao.php’);

Até agora o nosso script deve estar com esse formato

require(‘conexao.php’);

$nome = $_POST[‘nome’];
$email = $_POST[’email’];
$comentario = $_POST[‘comentario’];

if(empty($nome)){
echo “<script>alert(‘Atenção! O campo nome não pode ficar em branco. )</script>”;
echo ‘<script>history.back();</script>’;
} else if(empty($email)){
echo “<script>alert(‘Atenção! O campo email não pode ficar em branco. )</script>”;
echo ‘<script>history.back();</script>’;
} else if(empty($comentario)){
echo “<script>alert(‘Atenção! O campo comentario não pode ficar em branco. )</script>”;
echo ‘<script>history.back();</script>’;
}

Vamos inserir os dados no banco de dados.

Pra isso vamos usar este comando dentro do else

$inserir = mysql_query(“INSERT INTO comentarios (nome, email, comentario) VALUES (‘$nome’, ‘$email’, ‘$comentario’)”);
echo “<script>alert(‘Dados enviados com sucesso!)</script>”;
echo ‘<script>history.back();</script>’;

Explicando o código.

Criei uma variável $inserir que executa o comando mysql_query. O mysql_query executa um comando mysql que está em uma string (no nosso caso esta string “INSERT INTO comentarios (nome, email, comentario) VALUES (‘$nome’, ‘$email’, ‘$comentario’)”) Este comando diz que os dados serão inserido (INSERT) dentro da tabela comentarios (into comentarios) e os campos nome, email e comentario (nome, email, comentario) são iguais respectivamente (VALUES) às variáveis $nome, $email e $comentario (‘$nome’, ‘$email’, ‘$comentario’). repare no uso das aspas simples para definir as variáveis. Não vá esquecer elas, hein? Eu vivia esquecendo esse detalhe.

Depois eu defini uma alert para dizer ao usuário que os dados foram enviados com sucesso e volto para o index.

Está quase pronto. Só falta exibir esses dados na index.

Abra o arquivo novamente e abaixo do formulário defina os seguintes comandos.

<?php
require(‘conexao.php’);
?>

Primeiro vamos fazer a conexão com o servidor e com o bando de dados usando o arquivo conexao.php

continuando…

$tabela = mysql_query(“SELECT * FROM comentarios ORDER BY id DESC”);
Aqui eu criei uma variável chamada $tabela que executa o comando mysql (mysql_query que busca a tabela comentarios (SELECT * FROM comentarios) e ordena os dados de forma decrescente pela id (ODER BY id DESC). Caso vc queira que os dados sejam exibidos de maneira ascendente basta substituir o DESC por ASC.

continuando…

$exibir = mysql_fetch_array($tabela);
Nesta linha de comando nós vamos armazenar dentro da variável $exibir os dados do banco de dados. O problema é que são muitos dados, como podemos armazenar tantas informações em uma variável? É aí que entra o comando mysql_fecth_array. Ele busca os dados do banco de dados (que está armazenada na variável $tabela) e define setores de posicionamento dos dados na variável.

Vamos exibir os dados que vc vai entender.

Se inserirmos o comando echo $exibir vc vai ver na tela algo como array. então nós só precisamos definir o campo da tabela que queremos exibir

Vamos tentar o comando echo $exibir[‘nome’];

Pronto, este comando exibe o conteúdo da variável no setor que representa o campo nome

Vc pode ainda concatenar tags html ao comando php

echo $exibir[‘nome’] . “<br />”;
echo $exibir[’email’] . “<br />”;
echo $exibir[‘comentario’] . “<hr />”;

O problema é que ao testar vc vai perceber que só aparece um comentário. Como eu faço para aparecer todos?

Basta usar a estrutura while. A estrutura while executa os comandos dentro da chave enquanto ele encontrar comentários.

while($exibir = mysql_fetch_array($tabela)){
echo $exibir[‘nome’] . “<br />”;
echo $exibir[’email’] . “<br />”;
echo $exibir[‘comentario’] . “<hr />”;
}

O index.php ficará com esse formato.

<html xmlns=”http://www.w3.org/1999/xhtml”&gt;
<head>
<meta http-equiv=”Content-Type” content=”text/html; charset=utf-8″ />
<title>Sistema de comentário</title>
</head>
<body>
<h1>Digite seu comentário</h1>
<form method=”post” action=”validar.php”>
<div>Nome: </div>
<div><input type=”text” name=”nome” />
</div>
<div>Email: </div>
<div>
<input type=”text” name=”email” />
</div>
<div>Comentário: </div>
<div>
<textarea cols=”30″ rows=”5″ name=”comentario”></textarea>
</div>
<hr />
<div>
<input type=”submit” value=”Enviar” />
</div>
</form>

<?php

require(‘conexao.php’);
$tabela = mysql_query(“SELECT * FROM comentarios ORDER BY id DESC”);
while($exibir = mysql_fetch_array($tabela)){
echo $exibir[‘nome’] . “<br />”;
echo $exibir[’email’] . “<br />”;
echo $exibir[‘comentario’] . “<hr />”;
}

?>

</body>
</html>

Beleza galera, espero que tenham gostado. se precisarem de alguma ajuda ou ficarem com algum dúvida é só dar um toque.

abs.

Twittando por ai…

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Musicas – Last.FM

agosto 2016
S T Q Q S S D
« jun    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Links e Selos

Uêba - Os Melhores Links

WWF-Brasil. Cuidando do ambiente onde o bicho vive. O bicho-homem.

Firefox - Download

Quer Divulgar?

Selo Inatitude

Add to Google

BlogBlogs

BlogBlogs
Pingar o BlogBlogs
Adicionar aos Favoritos BlogBlogs

Web Rádio Studio

Visitas

  • 3,132,683 com atitude

In-Atitude Apoia:

Creative Commons License
Inatitude por https://inatitude.wordpress.com esta licença se refere a Creative Commons Atribuição-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.


Creative Commons License
Inatitude por https://inatitude.wordpress.com esta licença se refere a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.



Compras pelo e-mail: prof.medeiros@gmail.com ou através do site:
Adriano Medeiros


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 36 outros seguidores