You are currently browsing the monthly archive for março 2008.

O marido pergunta pra mulher:
– Vamos tentar uma posição diferente essa noite?
A mulher responde:
– Boa idéia, você fica aqui em pé na pia lavando a louça e eu sento no sofá!!!!!

– Querida, vamos ter que começar a economizar.
– Tudo bem… Mas como?
– Aprenda a cozinhar e mande a empregada embora.
– Tá legal… Então aprenda a transar e pode dispensar o motorista.

– A mulher compra um kit da Tiazinha para surpreender o maridão que há tempos não se animava.
– E aí, querido? Com quem eu fiquei parecida?
– Do pescoço pra cima com o Zorro, do pescoço pra baixo, com o Sargento Garcia.

– Sabe, querido, quando você fala me faz lembrar o mar…
– Puxa, amor, não sabia que te impressionava tanto…
– Não é que me impressione. É que enjoa.

Adão e Eva passeavam pelo Paraíso. De repente o Adão pergunta:
– Eva, você me ama?
E a Eva, resmungando:
– E eu tenho outra escolha?

O cara pergunta para a mulher:
– Querida, quando eu morrer, você vai chorar muito?
– Claro, querido. Você sabe que eu choro por qualquer besteira…

O marido decide mudar de atitude. Chega em casa todo machão e ordena:
– Eu quero que você prepare uma refeição dos deuses para o jantar e quando eu terminar espero uma sobremesa divina. Depois do jantar você vai me fazer um whisky e preparar um banho porque eu preciso relaxar. E tem mais: Quando eu terminar o banho, adivinha quem vai me vestir e me pentear ?
– O homem da funerária… respondeu a esposa.

Querida, o que você prefere? Um homem bonito ou inteligente?
– Nem um, nem outro. Você sabe que eu só gosto de você.

Marido e mulher estão tomando cerveja num barzinho. Ele vira pra ela e diz:
– Você está vendo aquela mulher lá no balcão, tomando whisky sozinha ? Pois eu me separei dela faz sete anos! Depois disso ela nunca mais paroude beber.
A mulher responde:
– Não diga bobagens. Ninguém consegue comemorar durante tanto tempo assim.

Anúncios

Quando a gente quer fazer graça, mente às vezes um pouco. Não fui lá muito honesto ao lhes falar dos acendedores de lampiões. Corro o risco de dar, àqueles que não conhecem o nosso planeta, uma falsa idéia dele. Os homens ocupam, na verdade, muito pouco lugar na superfície da Terra. Se os dois bilhões de habitantes que povoam a Terra se mantivessem de pé, colados um ao outro, como para um comício, acomodar-se-iam facilmente numa praça pública de vinte milhas de comprimento por vinte de largura. Poder-se-ia ajuntar a humanidade toda na menor das ilhas do Pacífico.

As pessoas grandes não acreditarão, é claro. Elas julgam ocupar muito espaço. Imaginam-se tão importantes como os baobás. Digam-lhes pois que façam o cálculo. Elas adoram os números; ficarão contentes com isso. Mas vocês não percam tempo com esse problema de aritmética. É inútil. Vocês acreditam em mim.

O principezinho, uma vez na Terra, ficou, pois, muito surpreso de não ver ninguém. Já receara ter se enganado de planeta, quando um anel cor de lua remexeu na areia.

– Boa noite, disse o principezinho, inteiramente ao acaso.
– Boa noite, disse a serpente.
– Em que planeta me encontro? perguntou o principezinho.
– Na Terra, na África, respondeu a serpente.
– Ah!… E não há ninguém na Terra?
– Aqui é o deserto. Não há ninguém nos desertos. A Terra é grande, disse a serpente.

O principezinho sentou-se numa pedra e ergueu os olhos para o céu:

– As estrelas são todas iluminadas… Não será para que cada um possa um dia encontrar a sua? Olha o meu planeta: está justamente em cima de nós… Mas como está longe!
– Teu planeta é belo, disse a serpente. Que vens fazer aqui?
– Tive dificuldades com uma flor, disse o príncipe.
– Ah! exclamou a serpente.

E se calaram.

– Onde estão os homens? repetiu enfim o principezinho. A gente está um pouco só no deserto.
– Entre os homens também, disse a serpente.

O principezinho olhou-a longamente.

– Tu és um bichinho engraçado, disse ele, fino como um dedo…
– Mas sou mais poderosa do que o dedo de um rei, disse a serpente.

O principezinho sorriu.

– Tu não és tão poderosa assim… não tens sequer umas patas… não podes sequer viajar…
– Eu posso levar-te mais longe que um navio, disse a serpente.

Ela enrolou-se na perninha do príncipe, como um bracelete de ouro:

– Aquele que eu toco, eu o devolvo à terra de onde veio, continuou a serpente. Mas tu és puro. Tu vens de uma estrela…

O principezinho não respondeu.

– Tenho pena de ti, tão fraco, nessa Terra de granito. Posso ajudar-te um dia, se tiveres muita saudade do teu planeta. Posso…
– Oh! Eu compreendi muito bem, disse o principezinho. Mas por que falas sempre por enigmas?
– Eu os resolvo todos, disse a serpente.

E calaram-se os dois.

::: Continua ————–

  • Um atalho é sempre a distância mais longa entre dois pontos.
  • A beleza está à flor da pele, mas a feiúra vai até o osso!
  • Nada é tão fácil quanto parece, nem tão difícil quanto a explicação do manual.
  • Tudo leva mais tempo do que todo o tempo que você tem disponível.
  • Se alguma coisa pode dar errado, dará. E mais, dará errado da pior maneira, no pior momento e de modo que cause o maior dano possível.
  • As peças que exigem maior manutenção ficarão no local mais inacessível do aparelho.
  •  Nada jamais é executado dentro do prazo ou do orçamento.
  • Se o curso que você desejava fazer só tem n vagas, pode ter certeza de que você será o candidato n + 1 a tentar se matricular.
  • Oitenta por cento do exame final da sua prova da faculdade será baseada na única aula que você perdeu, baseada no único livro que você não leu.
  • A fila do lado sempre anda mais rápido, até o momento em que você se mudar para ela. Então, a fila em que você estava vai andar mais rápido.
  • Toda partícula que voa sempre encontra um olho.
  • Um morro nunca desce.
mulherxhomem1.gif

A fabricante européia de carros PSA Peugeot Citroen concordou com uma das maiores implantações de software open-source Linux em desktops do continente.
Como parte de um contrato de vários anos com a Novell, a companhia francesa irá instalar Suse Linux Enterprise Desktop em até 20.000 computadores, além de 2.500 servidores, anunciou a Novell.

Fonte: Noticias Linux

Após um tempo sem postar nada (muitos trabalhos, graças a Deus) aí vai mais uma logomarca criada pela Triade-SP. Desta vez para a Prime RH.

logo-prime-rh.jpg

O sétimo planeta foi pois a Terra.

A Terra não é um planeta qualquer! Contam-se lá cento e onze reis (não esquecendo, é claro, os reis negros), sete mil geógrafos, novecentos mil negociantes, sete milhões e meio de beberrões, trezentos e onze milhões de vaidosos – isto é, cerca de dois bilhões de pessoas grandes.

Para dar-lhes uma idéia das dimensões da Terra, eu lhes direi que, antes da invenção da eletricidade, era necessário manter, para o conjunto dos seis continentes, um verdadeiro exército de quatrocentos e sessenta e dois mil, quinhentos e onze acendedores de lampiões.

Isto fazia, visto um pouco de longe, um magnífico efeito. Os movimentos desse exército eram ritmados como os de um balé de ópera. Primeiro vinha a vez dos acendedores de lampiões da Nova Zelândia e da Austrália. Esses, em seguida, acesos os lampiões, iam dormir. Entrava por sua vez a dança dos acendedores de lampiões da China e da Sibéria. E também desapareciam nos bastidores. Vinha a vez dos acendedores de lampiões da Rússia e das Índias. Depois os da África e da Europa. Depois os da América do Sul. Os da América do Norte. E jamais se enganavam na ordem de entrada, quando apareciam em cena. Era um espetáculo grandioso.

Apenas dois, o acendedor do único lampião do Pólo Norte e o seu colega do único lampião do Pólo Sul, levavam vida ociosa e descuidada: trabalhavam duas vezes por ano.

Twittando por ai…

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Musicas – Last.FM

março 2008
S T Q Q S S D
« fev   maio »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Links e Selos

Uêba - Os Melhores Links

WWF-Brasil. Cuidando do ambiente onde o bicho vive. O bicho-homem.

Firefox - Download

Quer Divulgar?

Selo Inatitude

Add to Google

BlogBlogs

BlogBlogs
Pingar o BlogBlogs
Adicionar aos Favoritos BlogBlogs

Web Rádio Studio

Visitas

  • 3,198,265 com atitude

In-Atitude Apoia:

Creative Commons License
Inatitude por https://inatitude.wordpress.com esta licença se refere a Creative Commons Atribuição-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.


Creative Commons License
Inatitude por https://inatitude.wordpress.com esta licença se refere a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.



Compras pelo e-mail: prof.medeiros@gmail.com ou através do site:
Adriano Medeiros