CHICAGO, EUA (AFP) – Um planeta como a Terra parece estar se formando a cerca de 424 anos-luz de distância, em meio a um enorme cinturão de poeira quente, revelou nesta quarta-feira Carey Lisse, do Laboratório de Física Aplicada da Universidade Johns Hopkins.

Com idade entre 10 e 16 milhões de anos, o sistema solar deste Terra 2planeta ainda está em sua “adolescência”, mas vive um momento perfeito para que se formem planetas como a Terra.

O enorme anel de poeira que rodeia uma das duas estrelas deste sistema solar está exatamente no meio da “zona habitável” do sistema, onde se houver um planeta rochoso a água poderá existir.

Este tipo de cinturão de poeira raramente se forma em torno de estrelas como o Sol, e a presença de um anel de gelo externo faz supor que a água, e portando a vida, poderão em algum momento chegar à superfície deste planeta.

O cinturão é formado por compostos rochosos similares aos que se encontram na crosta terrestre e sulfetos parecidos com os existentes no centro do nosso planeta.

“É exatamente o que se precisa para fazer uma Terra. É emocionante pensar no que está ocorrendo”, afirmou Lisse.

Serão necessários mais 100 milhões de anos até que este planeta esteja totalmente formado e mais um bilhão de anos para que surjam os primeiros sinais de vida, destacou Lisse.

As imagens foram capturadas pelo telescópio espacial Spitzer, da Agência Espacial Americana (Nasa), e serão publicadas na próxima edição da revista Astrophysical.

Fonte: Yahoo

Anúncios