You are currently browsing the category archive for the ‘Poesias’ category.

Findo o dia da criança pequena chegaram os dias
das crianças grandes que são os adultos.

Ficaram as emoções das poesias,
das melodias, as recordações dos tempos de antanho.
Toda essa contemplação vale para nós também que
somos crianças a vida inteira.

Que sonhamos!
Que guardamos um brinquedinho de estimação no fundo do baú!
Que amamos e somos amados!
Que tentamos adivinhar o mistério do dia seguinte!
Que pregamos as verdades de todos os momentos!
Que abraçamos, beijamos e queremos
bem aos nossos semelhantes!
Que somos apaixonados pela vida!
Que aspiramos dias melhores na fogueira do tempo!
Que nos vemos no espelho e nos achamos bonitos!

Seremos sempre crianças grandes e encantadas
com circos e palhaços imaginários.
Com a magia das histórias de papa-figos e das Cinderelas.
Com amizades gostosas e perenes.
Com a alegria da família.
Com as vitórias alcançadas mesmo entre abrolhos.
Com saúde de ferro, beleza e felicidade.

Com lagos translúcidos cheios de peixinhos dourados.
Com montes e vales verdejantes repletos de magias.
Nunca permitamos que morra a criança que somos!
A vibrar pela vida sem pressa que o amanhã chegue.
Regando a cada dia os canteiros do espírito
e os jardins que cultivamos dentro de nós.
Com sopros de sorrisos e retalhos de esperanças.

Brinquemos com nossos brinquedos de gente grande,
família, estudos, trabalho, amigos e amigas,
realidades e desejos.
E com o maior bem que possuímos: O Amor!

Brinquemos com a vida. Esse dom
maravilhoso que recebemos de Deus,
todo poder e bondade.
Que um dia esgotará o estoque e
somos todos devolvidos ao ponto de origem.

Parabéns,pelo nosso Dia de Crianças Grandes.

Autor: Rivaldo Cavalcante

Essa é uma das mais fortes e tristes letras de Renato Russo, uma despedida dele, de nosso mundo e convivio. Trás muitas lembranças, de momentos e pessoas.. Por mais triste que seja essa melodia, as vezes precisamos de um pouco de melancolia, para perceber as oportunidades que perdemos, e as pessoas que deixamos escapar….

Longe do Meu Lado

Longe do Meu Lado

Legião Urbana

Composição: Renato Russo

Se a paixão fosse realmente um bálsamo
O mundo não pareceria tão equivocado
Te dou carinho, respeito e um afago
Mas entenda, eu não estou apaixonado
A paixão já passou em minha vida
Foi até bom mas ao final deu tudo errado
E agora carrego em mim
Uma dor triste, um coração cicatrizado
E olha que tentei o meu caminho
Mas tudo agora é coisa do passado
Quero respeito e sempre ter alguém
Que me entenda e sempre fique a meu lado
Mas não, não quero estar apaixonado

A paixão quer sangue e corações arruinados
E saudade é só mágoa por ter sido feito tanto estrago
E essa escravidão e essa dor não quero mais
Quando acreditei que tudo era um fato consumado
Veio a foice e jogou-te longe
Longe do meu lado

Não estou mais pronto para lágrimas
Podemos ficar juntos e vivermos o futuro, não o passado
Veja o nosso mundo
Eu também sei que dizem
Que não existe amor errado
Mas entenda, não quero estar apaixonado

===============================================
Outro site com muito conteúdo tecnológico, onde você poderá estar acessando também diversas dicas para cursos, seminarios e palestras, é no Fórum Triade-SP. Entre e faça seu cadastro gratuítamente. Aproveite tambem para conhecer a seção de RPG e participe de uma aventura medieval online.
================================================publicidade-baner

Ativa aproximadamente entre 1984 e 1996, surgiu da dissolução do grupo punk brasiliense Aborto Elétrico, que também originou a banda Capital Inicial.

O vocalista (na época, também baixista) Renato Russo, então separado do grupo punk partira para uma curta carreira solo em que se denominava Trovador Solitário – época em que compôs clássicos posteriormente eternizados pelo repertório da Legião como “Faroeste Caboclo” e “Eduardo e Mônica”.

O baterista Marcelo Bonfá (ex-Metralhaz) já conhecia Renato no Aborto Elétrico e aceitou o convite dele para um projeto diferente: com um baixista (Renato) e um baterista (Bonfá), eles convidariam músicos de Brasília para experiências diversas. Não deu muito certo, apenas o nome ficou: Legião Urbana.

O terceiro membro permanente do grupo de rock brasiliense, o guitarrista Dado Villa-Lobos (ex-Dado & O Reino Animal), já era fã do trabalho de Renato no Aborto Elétrico e como Trovador Solitário quando aceitou o convite para juntar-se a ele. Na verdade, Dado não era a primeira opção. Antes dele, entraram na banda na posição de guitarrista, por exemplo, Eduardo Paraná e Ico Ouro-Preto (irmão de Dinho, vocalista do Capital Inicial). Por sorte, só deu certo com Dado.

Renato “Negrete” Rocha entraria na empreitada em 1984 para deixar seu xará mais livre para cantar, sem o baixo – e também porque o vocalista havia cortado os pulsos e estava debilitado para a função de baixista. Negrete deixou (ou foi expulso, há controvérsias) a banda antes do lançamento do quarto disco, em 1989.

Herbert Vianna, líder dos Paralamas do Sucesso e amigo pessoal de Renato, havia gravado algumas músicas da autoria do amigo e decidiu apresentar à gravadora EMI uma fita demo para divulgação. A fita, contudo, mostrava um Renato ainda Trovador Solitário no melhor estilo Bob Dylan, enquanto a sonoridade da Legião, na época, tangia a de bandas como Joy Division. Após muitas negociações, a banda entrou do selo, e permaneceu nele até o fim.

Seu primeiro álbum, intitulado com o nome da banda, demorou algum tempo para atingir o sucesso absoluto por ter sido lançado na época do Rock In Rio (1985) e ter sido ofuscado pelo evento. Quando os holofotes foram desligados, o disco foi tocado praticamente faixa a faixa nas rádios; e quando o segundo disco, “Dois”, foi lançado em meados de 1986, as canções do primeiro ainda estavam sendo tocadas.

O sucesso de Dois levou a banda, que até então tocava em clubes, a encher ginásios e estádios. O líder Renato Russo, de vocalista-brasiliense-de-óculos à Herbert Vianna a ídolo messiânico de uma geração, por mais que essa idéia não o agradasse. Sem se sentirem preparados para compor material novo, o até então quarteto lançou “Que País É Este” em 1987 com canções do Aborto Elétrico, da época do Trovador Solitário e algumas músicas que ficaram perdidas entre os discos. O maior sucesso do disco foi Faroeste Caboclo, música que é discutivelmente a ainda mais conhecida e ouvida do grupo (as estatísticas do Last.fm, por exemplo, confirmam tal suposição).

Após um ano no estúdio, a banda produziu o que a maioria dos fãs diz ser o melhor álbum da carreira: o lírico As Quatro Estações, contendo clássicos indiscutíveis como Pais E Filhos, Há Tempos e outras pérolas. Foi também o álbum mais vendido do grupo, com vendagem ultrapassando os dois milhões de discos, sendo que já chegara às lojas com 450 mil cópias vendidas.

O lançamento de 1991, V, é tido como o trabalho mais “difícil” do grupo, sendo parado e melancólico. Pudera, veio em um momento em que o compositor das letras e vocalista descobrira ser portador do HIV e havia terminado um relacionamento sério com seu namorado estadunidense Scott. Ainda assim, como tudo que o grupo lançou, vendeu bastante e emplacou nas rádios a melancólica Vento no Litoral, a familiar O Mundo Anda Tão Complicada e a jovem Teatro dos Vampiros. V também inclui Metal Contra As Nuvens, uma jornada épica de quase 12 minutos de duração. Pouco depois do lançamento de V (ainda em 1991), o agora trio gravou o primeiro Acústico MTV do Brasil, que, quando lançado apenas em 1999, bateu o recorde de disco com mais rápida vendagem no País. A coletânea de gravações ao vivo e uma inédita – A Canção do Senhor da Guerra -, “Músicas p/ Acampamento”, saiu em 1992, a coisa mais parecida com um Greatest Hits que saiu quando a banda ainda estava ativa.

Seguiram as coletâneas um disco mais “fácil”, Descobrimento do Brasil (1993). A bela Giz (canção que Renato dizia ser sua predileta, entre todas que compôs), a ácida Perfeição e a melancólica Love in the Afternoon foram as mais divulgadas de um disco que abriu um hiato de quase três anos até o fatídico ano de 1996.

No meio tempo, Renato Russo havia gravado dois trabalhos solo (Stonewall Celebration Concert, com canções em inglês; e Equilíbrio Distante, em italiano), Bonfá e Dado ido para Londres remasterizar os seis álbuns de estúdio até então para um relançamento em CD numa caixinha chamada Por Enquanto, fora de catálogo há anos (esses CDs remasterizados são vendidos separados, atualmente). As gravações do sétimo e último disco de estúdio em vida do mais famoso grupo de rock na história da música brasileira foi tempestuosa, e daí também seu título: A Tempestade.

Renato enfrentava uma depressão profunda da qual jamais se recuperaria, e a AIDS começara a afetá-lo com mais veemência, sendo que nem pôde acompanhar a grande maioria das gravações no estúdio, passando a faixa para Dado Villa-Lobos, que produziu o CD. Gravou todas as faixas, com exceção de A Via Láctea, único single que saiu das quinze canções, de primeira por mais que não tivesse mais – e também por isso – o mesmo fôlego de antes. Ainda assim, é extremamente louvável se compararmos ao último CD lançado em vida por Cazuza, “Burguesia”, em que este outro ídolo da música brasileira mostra-se bastante mais afetado vocalmente pelo vírus e as dificuldades decorrentes. O resultado de tudo isso foi um disco forte, cético, às vezes irônico, mas sobretudo um poço de melancolia que serviu também como um adeus de Renato a seus fãs, um testamento. “E quanto eu for embora… Não, não chore por mim”, chorava Música Ambiente.

Renato “Russo” Manfredini Jr. falece em 11 de Outubro de 1996, 21 dias após o lançamento de A Tempestade que, mesmo sem shows ou clipes para divulgar, ultrapassou um milhão de cópias vendidas. Onze dias depois, a banda anuncia seu fim.

Em 1997, Dado e Bonfá resgataram algumas canções que ficaram de fora d’A Tempestade como a depressiva Clarisse (Renato não queria lançá-la com medo de que fosse iniciar uma onda de suicídios) e, acrescendo outras faixas, produziram o póstumo Uma Outra Estação, não tão bem recebido quanto os outros, mas ainda assim com faixas dignas de menção. Por razões de contrato, ainda que a contragosto, em 1998 sai a coletânea Mais do Mesmo (notem a indignação do guitarrista e baterista na escolha do título), sucesso absoluto. Posteriormente, dois CDs ao vivo foram disponibilizados nas lojas: Como É Que Se Diz Eu Te Amo (gravado em 1994 e lançado em 2001) e As Quatro Estações Ao Vivo (gravado em 1990, lançado em 2004).

Em apenas, grosso modo, doze anos de carreira, a Legião Urbana tornou-se, como previamente mencionado, a banda de rock mais conhecida e mais vendida no Brasil (estatísticas mostram que o grupo ainda vende mais de 350.000 cópias por ano, apenas de catálogo), que como diz Arthur Dapieve, mostra de uma vez por todas que o popular pode, também, ser algo valoroso.

Acabei de assistir aos simpsons, e passou um episodio onde eles mostram a febre do futebol, e no meu fascinio musical, me interessei pela musica classica que toca, no episodio, e na busca desta melodia, acabei por passar por diversos sites, e um me chamou a atenção, e aconselho a todos vocês darem uma olhada:

Diversitá – Arte, Mídia e Relevância – http://diversita.blog.br/blog/

Mas sobre a musica, acabei parando em um youtube de mp3, muito bom, não tinha a musica que eu buscava, mas tinha a musica remixada. Dêem uma conferida no site, não vasculhei o mesmo a fundo, mas creio que se possa encontrar muitta coisa nele, e utilizar o seu conteúdo para encontrar perolas da melodia:

mp3tube – http://www.mp3tube.net/br/

Fui então encontrar a musica em nosso conhecido youtube, numa fantastica montagem da musica com uma belissima poesia em inglês, que porcamente tentarei traduzir:

Bem.. deixo a poesia em seu original, e logo após a tradução mal feita por mim.

Desiderata – Max Ehrmann
Another inspirational poem set to music 😉 if you like this check out my other vids, feel free to comment.

Go placidly amid the noise and the haste,
and remember what peace there may be in silence.

As far as possible, without surrender,
be on good terms with all persons.
Speak your truth quietly and clearly;
and listen to others,
even to the dull and the ignorant;
they too have their story.
Avoid loud and aggressive persons;
they are vexatious to the spirit.

If you compare yourself with others,
you may become vain or bitter,
for always there will be greater and lesser persons than yourself.
Enjoy your achievements as well as your plans.
Keep interested in your own career, however humble;
it is a real possession in the changing fortunes of time.

Exercise caution in your business affairs,
for the world is full of trickery.
But let this not blind you to what virtue there is;
many persons strive for high ideals,
and everywhere life is full of heroism.
Be yourself. Especially do not feign affection.
Neither be cynical about love,
for in the face of all aridity and disenchantment,
it is as perennial as the grass.

Take kindly the counsel of the years,
gracefully surrendering the things of youth.
Nurture strength of spirit to shield you in sudden misfortune.
But do not distress yourself with dark imaginings.
Many fears are born of fatigue and loneliness.

Beyond a wholesome discipline,
be gentle with yourself.
You are a child of the universe
no less than the trees and the stars;
you have a right to be here.
And whether or not it is clear to you,
no doubt the universe is unfolding as it should.

Therefore be at peace with God,
whatever you conceive Him to be.
And whatever your labors and aspirations,
in the noisy confusion of life,
keep peace in your soul.

With all its sham, drudgery, and broken dreams,
it is still a beautiful world.
Be cheerful. Strive to be happy.

—————————————————————-

Desiderata – Max Ehrmann

Estou em paz em meio ao ruído e à pressa,
e me lembro que a paz pode existir no silêncio.

Na medida do possível, sem entrega,
estar em boas condições com todas as pessoas.
Falar sua verdade calmamente e claramente;
e ouvir os outros,
Mesmo os que te aborrecem e os ignorantes;
também eles têm a sua história.
Evite ser agressivo com as pessoas;
A agressão faz mal ao espírito.

Se você comparar-se com outros,
você pode se tornar vaidoso ou amargo,
Sempre haverá pessoas melhores e piores do que você.
Desfrute da sua realizações, bem como seus planos.
Fique interessado na sua própria carreira, porém com humildade
Esta é a verdadeira posse que terá, na mudança de tempo.

Tenha cautela em seus negócios,
pois o mundo está cheio de trapaça.
Mas não se deixe cegar para o que você ainda não conhece
muitas pessoas lutam por altos ideais,
e toda a vida é cheia de heroísmo.
Especialmente não aparentar afeto.
Nem ser cínico sobre o amor,
no rosto de todos aridez e desencanto,
é tão perene como a grama.

Leve gentilmente o conselho dos anos,
graciosamente rendendo as coisas da juventude.
Nutra a força de espírito para protegê-lo em súbito infortúnio.
Mas não te aflijas com o escuro criado por sua imaginação.
Muitos medos são nascidas da fadiga e solidão.

Tenha sempre disciplina,
seja gentil com você mesmo.
Você é um filho do universo
nada menos do que as árvores e as estrelas;
você tem o direito de estar aqui.
E mesmo que não seja claro para você,
sem dúvida o universo se desdobra como deveria.

Por conseguinte, estar em paz com Deus,
Ele concebe que, independentemente do que seja.
E seja qual for o seu merecimento e aspirações,
na ruidosa confusão da vida,
manter a paz na sua alma.

Com toda a sua farsa, escravidão e sonhos partidos,
ainda é um belo mundo.
Esforce-se para ser feliz.

——————————————————–

Por hoje é só,
Nunca o mesmo, mas sempre por ai…

Após o fim das peripécias do Pequeno Principe, estarei colocando uma Ode em homenagem a OScar Wilde. Esta, é a Ode onde ele cita uma célebre frase, que me faz pensar muito em meu modo de vida, e em como sou.

“A gente sempre destrói aquilo que mais ama
em campo aberto, ou numa emboscada;
alguns com a leveza do carinho
outros com a dureza da palavra;
os covardes destroem com um beijo,
os valentes, destroem com a espada.”


Tradução de Paulo Vizioli

I

O casaco escarlate não usou, pois tinha
De sangue e vinho o jeito;
E sangue e vinho em suas mãos havia quando
Prisioneiro foi feito,
Deitado junto à mulher morta que ele amava
E matara em seu leito.

Ao caminhar em meio aos Julgadores, roupa
Cinza e gasta vestia;
Tinha um boné de críquete, e seu passo lépido
E alegre parecia;
Mas nunca em minha vida vi alguém olhar
Tão angustiado o dia.

Eu nunca vi alguém na vida que tivesse
Tanta Angústia no olhar,
Ao contemplar a tenda azul que os prisioneiros
De céu usam chamar,
E as nuvens à deriva, que iam com as velas
Cor de prata pelo ar.

Num pavilhão ao lado, andei com outras almas
Também a padecer,
Imaginando se seu erro fora grave
Ou um erro qualquer,
Quando alguém sussurrou baixinho atrás de mim:
– O homem tem que pender.?

Cristo! As próprias paredes da prisão eu vi
Girando a meu redor
E o céu sobre a cabeça transformou-se em elmo
De um aço abrasador;
E, embora eu fosse alma a sofrer, já nem sequer
Sentia a minha dor.

Sabia qual o pensamento perseguido
Que lhe estugava o andar,
E por que demonstrava, ao ver radiante o dia,
Tanta angústia no olhar;
O homem matara a coisa amada, e ora devia
Com a morte pagar.

Apesar disso – escutem bem – todos os homens
Matam a coisa amada;
Com galanteio alguns o fazem, enquanto outros
Com face amargurada;
Os covardes o fazem com um beijo,
Os bravos, com a espada!

Um assassina o seu amor na juventude,
Outro, quando ancião;
Com as mãos da Luxúria este estrangula, aquele
Empresta do Ouro a mão;
Os mais gentis usam a faca, porque frios
Os mortos logo estão.

Este ama pouco tempo, aquele ama demais;
Há comprar, e há vender;
Uns fazem o ato em pranto, enquanto que um suspiro
Outros não dão sequer.
Todo homem mata a coisa amada! – Nem por isso
Todo homem vai morrer.

Não vai morrer um dia a morte de vergonha
Num escuro traspasso;
Nem há de Ter um pano a lhe cobrir o rosto,
E no pescoço um laço;
Nem através do chão vai atirar os pés
Para o vazio do espaço.

Não vai sentar-se, noite e dia no silêncio,
Com uma guarda tesa
Que há de vigiá-lo quando tenta o pranto
E quando tenta a reza;
Sempre a vigiá-lo, para que não roube
Da prisão sua presa.

Não vai na aurora despertar com vultos hórridos
Cruzando o seu umbral:
O tiritante Capelão todo de branco,
O Xerife espectral,
E o Diretor, de negro luzidio, e a cara
Do Juízo Final.

Nem vai vestir, com pressa comovente, as roupas
De almas condenadas,
Enquanto um médico boçal exulta, e anota
Suas torções crispadas,
Manuseando o relógio com um tique-taque
De horríveis marteladas.

Nem, a arear-lhe a garganta, vai sentir aflito
A sede que antecede
O carrasco, enluvado como um jardineiro,
Que vem junto à parede
E ata-o com três correias, para que a garganta
Não sinta mais a sede.

Nem curvará a cabeça para ouvir o Ofício
Fúnebre ser lido;
Nem, enquanto o terror lhe diz dentro do peito
Não ter ele morrido,
Com seu caixão há de cruzar, ao se mover
Para o estrado temido.

Nem através de um teto vítreo vai fitar
O espaço azul… lá atrás;
Nem com lábios de argila um dia vai rezar
Para implorar a paz;
Nem, por fim, vai sentir em sua face trêmula
O beijo de Caifás.

Debora Blando - Um olha hipnótico...

Debora Blando - Um olhar hipnótico...

Nascida na Sicilia, em 03 de março de 1969, Deborah Salvatrice Blando. Filha de pai italiano e mãe brasileira filha de imigrantes ucranianos.

Aos 3 anos uma das vencedoras da versão infantil do festival de San Remo, Zecchino D’oro. E aos 12 gravou um album todo em italiano, mas deixou a carreira infantil para continuar seus estudos no Brasil.

Depois, descoberta pelo cantor e compositor Oswaldo Montenegro que estava visitando Floripa a procura de novos talentos para o seu musical “Os Menestréis”. Com ele também ensaiou mais duas peças e participou do musical “Aldeia dos Ventos”.

Depois disso foi convidada para cantar no show do ex mutante Sérgio Dias, “Johnny Love”. Neste show despertou muita atenção da mídia e foi convidada para assinar o primeiro contrato com a Sony Brasil.

Em 1989, no Rio, foi apresentada ao seu empresário de Cyndi lauper, na época, David Wolff. Ele se encantou com o talento de Debora, e a levou para trabalhar na Sony Americana e na Sony Internacional. Em pouco menos de três meses, estava em Nova York com contrato assinado!

Foi ai então que eu gravou o primeiro CD quase todo em inglês “A Different Story”, o primeiro single “Boy (Why you wanna make me blue)” entra nas paradas, e no comercial da Diet Coke.

“Innocence”, conquistou corações em todo o mundo, especialmente na Europa e no Brasil, onde ficou em primeiro lugar por 13 semanas.

Com “Decadance Avec Ellegance”, foi também primeiro lugar nas paradas de sucesso, por consecutivas semanas. O vídeo clipe do show na praia de Boa Viagem em Recife, com um público de mais de 60 mil pessoas, foi veiculado no Fantástico.

Em 1993, lançado o “Special Edition” de “A Different Story” com as músicas “A Maçã” de Raul Seixas e um cover de “You really got me”, o clássico do The Kings, em um dueto meu com Gordon Grody, co-produtor e um grande amigo.

1994, convidada pela Coca-cola para regravar “O descobridor dos 7 mares” de Tim Maia num K7 promocional que foi distribuído em mais de 1 milhão de cópias.

Em 1995, com a “Atlantis Records” gravou um projeto chamado “B-Tribe”, que é uma mistura de Flamenco/World Music/Trip Hop.

O proximo álbum “Unicamente”, foi lançado em 1997 pela Virgin no Brasil, e este rendeu diversos premios pelas excelentes vendas. Nele teve a participação de produtores de renome como Patrick Leonard (Madonna, Jeff Back) e David Foster (Michael Jackson, Natalie Cole, Whitney Houston). O maior sucesso mesmo, foi com a faixa título “Unicamente” que era tema da Adriana Esteves, protagonista da novela da Globo “A Indomada”.

Em março de 1998, lançou um cd autoentitulado com a música “Somente o Sol” versão de “I’m not in love” que abria a novela das 7, Corpo Dourado, da Globo. “Próprias Mentiras” do mesmo CD também foi tema de novela. Desta vez da antagonista Deborah Secco, em Laços de Família. O autoentitulado “Deborah Blando” foi lançado em Portugal onde rendeu mais um disco de ouro!

Em 2000 voltando as origens italianas e lançado “Salvatrice” pela Abril Music, produzido por Ari Sperling. Um CD todo em italiano com regravações de músicas modernas italianas, lindas! Dentre as quais “SeamiSai” que foi tema do filme da Xuxa “popstar” do qual eu também participou atuando.

No mesmo ano, também interpretou a versão em português do filme da Disney “Atlantis a terra perdida” “Junto com teu sonho”, de Diane Warren e James Newton Howard.

Em 2002 lançado “A luz que acende o olhar” cuja a faixa título era tema da protagonista da novela das 7hs, “O Beijo do Vampiro”. E mais uma vez vira sucesso nacional. O CD é um Greatest Hits tendo os maiores sucessos, além da regravação do “Astronauta de Mármore” da banda gaúcha Nenhum de Nós e mais 6 canções inéditas.

Foi convidada pelo ex-BoyZone, o cantor irlandês, Ronan Keating a gravar um dueto em portugues e em ingles em “When you say nothing at all” e “O Amor Fala Por Nós”.

Atualmente, Debora se prepara para o lançamento de seu primeiro album de ineditas em 5 anos. O album, se chama POLARES, tera lançamento em 2007. Um album eletronico de trip-hop e house music, contendo musicas em ingles e portugues. Gravado no Brasil, Mexico e EUA.

Recebeu um chamado da Rede Globo para gravar Contrato Assinado, tema para a novela Sete Pecados (seu decimo quarto tema de novela ate então). A musica é um Blues, e saira no album Polares em remix em House, tambem é possivel ouvir a versão em house na trilha da novela. E entrara tambem a faixa Every Minute, versão em ingles da faixa titulo do novo album “Polares”.

Inocence

Deborah Blando

Composição: Indisponível

Ooh-ooh-ooh
The sky hides what I wanna see
Stars are like eyes, they’re watching the dark
Passion and fear run all over me
Night is a ghost accusing my heart
This life can be such a lonely place
I hear the laughter as I fall from grace
I fall from grace
Now I am branded with original sin
World without end

(chorus)

Ooh-ooh-ooh
Who’s gonna fight for innocence
When we’re always denying the proof?
Ooh-ooh-ooh
Who’s gonna fight for justice
When we wash our hands of the truth

Like to go back to a simple life
Be as a child in the Promised Land
Wish i could sleep when night comes over me
Dreaming of flowers falling out of my hands
But I’m woken by the cries of an angry crowd
Against a man whose love could save me now
Oh, save me now
I’ll drink the blood from your crown of pain
And they’ll call us insane

—————————————————————————-

Esta é uma poesia minha, tem uns 5 anos, é a letra de uma musica, quem sabe de uma futura banda.. rs.. Espero que gostem:

Sonhos de uma noite de verão

Sonhos que passamos
Em uma noite simples de verão
Sonhos que vivemos
Instantes mágicos de uma sedução

São os seus olhos
A me observar
São os seus olhos
Suaves a se fechar

Sonhos de uma noite de verão

Uma noite ao seu lado
Um tempo unicamente para nós
Um doce beijo, um abraço
A minha vida toda por você

É tudo o que posso
Te oferecer
Minha bela garota
Assim que deveria ser

Sempre olhando em frente
O mundo conhecer
Sempre um novo sonho
Para mim e para você

Sonhos de uma noite de verão

E os seus olhos
Agora se fecharam para sempre
Com os nossos sonhos
Em uma noite simples de verão

Jamais te esquecerei
E nem de nossos sonhos
Você sempre será
Minha bela garota

Sonhos de uma noite de verão…

Fer Dobasi

Renato Russo

Nascido em: 27/03/60

Falecido em: 11/10/97

Este é um triste dia para os amantes do Rock Nacional…

A exatos 8 anos, um dos maiores vocalistas do Brasil, faleceu…. levado pela insensatez, pela loucura e pela insanidade….

Aprendemos muito com suas musicas, que com certeza farão muita falta…

Tenho ótimas recordações, quando toca sucessos como Giz, Vento no litoral, e outras grandes letras deste compositor…

É tão estranho
os bons morrem jovens,
assim parece ser,
quando me lembro de você,
que acabou indo embora,
cedo demais

Adeus, Renato… esteja em paz….


Love In The Afternoon

Legião Urbana
Composição: Renato Russo

É tão estranho, os bons morrem jovens
Assim parece ser quando me lembro de você
Que acabou indo embora, cedo demais

Quando eu lhe dizia: – me apaixono todo dia
E é sempre a pessoa errada
Você sorriu e disse: – eu gosto de você também
Só que você foi embora cedo demais
Eu continuo aqui, meu trabalho e meus amigos
E me lembro de você em dias assim
dia de chuva, dia de sol
E o que sinto eu não sei dizer

– Vai com os anjos, vai em paz
Era assim todo dia de tarde, a descoberta da amizade
Até a próxima vez, é tão estranho
Os bons morrem antes
Me lembro de você e de tanta gente
Que se foi cedo demais

E cedo demais eu aprendi a ter tudo que sempre quis
Só não aprendi a perder
E eu, que tive um começo feliz
Do resto eu não sei dizer

Lembro das tardes que passamos juntos
Não é sempre, mas eu sei
Que você está bem agora

Só que este ano o verão acabou
Cedo demais.

Se você é fã de musica, e sente falta de uma boa musica na internet, quando está trabalhando, então temos dois links interessantes. o Primeiro é o:

Logo

Essa é a nova ferramenta de pesquisa da Google. Agora com o Discovery Music fica muito mais fácil e seguro baixar musicas da net, sem ter que apelar para programas P2P ou torrents.
Lançado em 11 de Março, a nova ferramenta faz buscas utilizando o mesmo sistema de buscas convencional do Google para encontrar arquivos, e atraves de algumas variáveis acrescentadas ao termo que se esta procurando todos os arquivos .mp3 disponiveis na net ficam a sua disposição.

Outra ferramenta, é uma rádio online que você pode escolher a década de seu estilo de musica preferido:

discovery O título “Musicovery”, é uma aglutinação das palavras de língua inglesa “music” (música) e “discovery” (descoberta), e é justamente esta a proposta do site em questão: ajudar você a ampliar seus horizontes musicais e a encontrar e conhecer todo tipo de música.
Com um sistema pra lá de interativo, a rádio online permite ao usuário começar a escutar músicas de acordo com a sua preferência sem ter que gastar muito tempo com complicações e nem configurando nada.
Assim que for feita a escolha de um gênero, a rádio já começa a tocar. Porém, se você deseja ser mais específico, pode obter melhores resultados escolhendo mais 3 parâmetros: ritmo, estado de espírito e época.
Adicione os ingredientes para uma boa degustação sonora
São, ao todo, 18 estilos musicais oferecidos, relacionados a partir de um espectro de cores variadas. A princípio, todos estão selecionados para tocar na sua rádio, mas, se por algum motivo um estilo musical não lhe agrade, é só desmarcá-lo para fazer músicas relacionadas a ele não tocarem mais.
Na linha do tempo, é possível demarcar a época das canções que serão tocadas, da maneira que você quiser: restringir a escolha a apenas uma década ou então deixar tocando só músicas do novo milênio.
Para adicionar um tempero em sua salada musical, você seleciona o estado de espírito, dentro de um retângulo dividido em quatro extremos — Dark (obscuro), Calm (calmo), Positive (positivo) e Energetic (energético).
Nesse quadro, a experimentação pode ser maior, já que se escolhe pontos variáveis que combinam os tipos de energia relacionadas aos sons. Se você quer escutar músicas para meditar ou para dançar, é só mudar as batidas e o ritmo para mais ou menos, escolhendo trilhas sonoras de agitação ou relaxamento para se encaixarem de acordo com as ocasiões.
O sistema de cores e um outro semelhante à emissão de ondas são excelentes para auxiliar o usuário a sempre saber em que praia está navegando. Tudo o que você escolheu vai estar destacado, facilitando a assimilação da interface.

Cantora nascida no País de Gales que ficou famosa nos anos 70 com as músicas “It’s a Heartache” e “Lost In France”, já famosa pelo seu trabalho com Meat Loaf, o resultado foi a épica balada Total Eclipse Of The Heart com a qual ela tornou-se a única artista galesa a colocar uma música no número 1 no Reino Unido e Estados Unidos ao mesmo tempo.

Total Eclipse Of The Heart (tradução)

Bonnie Tyler

Composição: Indisponível

Um Eclipse Total do CoraçãoMudança de rumo,
De vez em quando eu fico um pouquinho solitária
E você nunca está por perto.

Mudança de rumo,
De vez em quando eu fico um pouquinho cansada
De escutar som das minhas lágrimas.

Mudança de rumo,
De vez em quando eu fico um pouquinho nervosa
Porque o melhor de todos os anos se passaram.

Mudança de rumo,
De vez em quando eu fico um pouquinho apavorada
E então eu percebo a expressão nos seus olhos.

Mudança de rumo, olhos brilhantes,
De vez em quando eu caio aos pedaços,
Mudança de rumo, olhos brilhantes,
De vez em quando eu caio aos pedaços.

Mudança de rumo,
De vez em quando eu fico um pouquinho impaciente
E sonho com alguma coisa louca.

Mudança de rumo,
De vez em quando eu fico um pouquinho desamparada
E fico repousando como uma criança em seus braços.

Mudança de rumo,
De vez em quando eu fico um pouquinho furiosa
E sei que tenho de sair e gritar.
Mudança de rumo,
De vez em quando eu fico um pouquinho apavorada
E então eu percebo a expressão nos seus olhos.

Mudança de rumo, olhos brilhantes,
De vez em quando eu caio aos pedaços,
Mudança de rumo, olhos brilhantes,
De vez em quando eu caio aos pedaços.

E eu preciso de você esta noite,
E eu preciso de você mais do que nunca.
E se você apenas me segurar forte
Nós ficaremos persistindo para sempre
E nós estaremos apenas fazendo o correto,
Pois nunca estaremos errados, juntos
Nós podemos agüentar até o fim do caminho.
Seu amor é como uma sombra sobre mim o tempo todo,
Eu não sei o que fazer e estou sempre no escuro.
Nós estamos vivendo num barril de pólvora e soltando faíscas.
Eu realmente preciso de você esta noite,
A eternidade vai começar esta noite,
A eternidade vai começar esta noite.

“era uma vez” eu estava me apaixonando,
Mas agora estou apenas caindo aos pedaços.
Não há nada que eu possa fazer,
Um eclipse total do coração.
“era uma vez” havia luz na minha vida,
Mas agora existe apenas amor na escuridão.
Nada que eu possa dizer,
Um eclipse total do coração.

Instrumental

Mudança de rumo, olhos brilhantes,
Mudança de rumo, olhos brilhantes.
Mudança de rumo,
De vez em quando percebo que você nunca será
O rapaz que você sempre quis ser.

Mudança de rumo,
De vez em quando percebo que você sempre será
O único rapaz que me quis do modo como eu sou.

Mudança de rumo,
De vez em quando percebo que não existe ninguém
No universo tão mágico e fantástico quanto você.

Mudança de rumo,
De vez em quando percebo que não existe nada
Melhor e não há nada que eu simplesmente não faria.

Mudança de rumo, olhos brilhantes,
De vez em quando eu caio aos pedaços,
Mudança de rumo, olhos brilhantes,
De vez em quando eu caio aos pedaços.

E eu preciso de você esta noite,
E eu preciso de você mais do que nunca.
E se você apenas me segurar forte
Nós ficaremos persistindo para sempre,
E nós estaremos apenas fazendo o correto,
Pois nunca estaremos errados, juntos
Nós podemos agüentar até o fim do caminho.
Seu amor é como uma sombra sobre mim o tempo todo,
Eu não sei o que fazer e estou sempre no escuro.
Estamos vivendo num barril de pólvora e soltando faíscas.
Eu realmente preciso de você esta noite,
A eternidade vai começar esta noite,
A eternidade vai começar esta noite.

“era uma vez” eu estava me apaixonando,
Mas agora estou apenas caindo aos pedaços.
Não há nada que eu possa fazer,
Um eclipse total do coração.
“era uma vez” havia luz na minha vida,
Mas agora existe apenas amor na escuridão.
Nada que eu possa dizer,
Um eclipse total do coração…

 

Twittando por ai…

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Musicas – Last.FM

maio 2017
S T Q Q S S D
« jun    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Links e Selos

Uêba - Os Melhores Links

WWF-Brasil. Cuidando do ambiente onde o bicho vive. O bicho-homem.

Firefox - Download

Quer Divulgar?

Selo Inatitude

Add to Google

BlogBlogs

BlogBlogs
Pingar o BlogBlogs
Adicionar aos Favoritos BlogBlogs

Web Rádio Studio

Visitas

  • 3,187,022 com atitude

In-Atitude Apoia:

Creative Commons License
Inatitude por https://inatitude.wordpress.com esta licença se refere a Creative Commons Atribuição-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.


Creative Commons License
Inatitude por https://inatitude.wordpress.com esta licença se refere a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.



Compras pelo e-mail: prof.medeiros@gmail.com ou através do site:
Adriano Medeiros