You are currently browsing the category archive for the ‘Triade-SP’ category.

Olá galera. Hj vou passar algo que ainda não tinha feito aqui no Inatitude. Um tutorial de como fazer um sistema de comentário simples em Php.

Pra fazer o tutorial vc vai precisar criar x arquivos:

  1. index.php (que vai conter o formulário para a interação do internauta)
  2. conexao.php (vai fazer a conexão com o banco de dados)
  3. validar.php (que vai fazer a validação dos dados enviados pelo formulário e enviá-los ao banco de dados)

Vamos começar com o index

Abra um editor php de sua preferência e vamos inserir as seguintes linhas

<html xmlns=”http://www.w3.org/1999/xhtml”&gt;
<head>
<meta http-equiv=”Content-Type” content=”text/html; charset=utf-8″ />
<title>Sistema de comentário</title>
</head>
<body>
<h1>Digite seu comentário</h1>
<form method=”post” action=”validar.php”>
<div>Nome: </div>
<div><input type=”text” name=”nome” />
</div>
<div>Email: </div>
<div>
<input type=”text” name=”email” />
</div>
<div>Comentário: </div>
<div>
<textarea cols=”30″ rows=”5″ name=”comentario”></textarea>
</div>
<hr />
<div>
<input type=”submit” value=”Enviar” />
</div>
</form>
</body>
</html>

A princípio nada de php. Mas é importante vermos alguns pontos. Repare que eu deixei alguns pontos do código em vermelho. Apesar disso ser HTML ele será importante para a interação com o Php.

Onde vemos “method=post” estamos dizendo que o método de envio dos dados será através do post.  Algusn podem estar se perguntando “Qual é a diferença entre os metodos post e get?”. Bem, o método post faz o envio dos dados de maneira “invisível”. Já o método get usa as urls para enviar as informações deixando dados importantes à mostra (o que pode ser perigoso).

Onde vemos “action=validar.php” estamos dizendo para qual página vamos enviar os dados do formulário.

Repare que no formulário eu defini uma propriedade name (name=”nome”) para cada um dos campos criados. Isso irá identificar os campos que serão enviados ao php.

Salve essa página com o nome “index.php”.

Definido a primeira etapa vamos até o banco de dados mysql e vamos criar a tabela necessária para armazenar as informações que serão enviadas pelo formulário.

Crie um novo banco de dados chamado “aula” como mostra a figura abaixo.

Agora crie a tabela que será usada para armazenar os dados conforme mostra o exemplo abaixo

Repare que no campo “Número de arquivos” eu defini o número 4. Por que quatro? Porque nós vamos armazenar nesta tabela quatro linhas de informação de dados.

  1. id
  2. nome
  3. email
  4. comentario

Exatamente o nome dos campos que usamos para criar o formulário acrescido de um “id” que identificará numericamente cada dado enviado. Complicado? Fica de boa, daqui a pouco vc vai entender melhor.

Preencha os campos conforme o exemplo abaixo:

Vamos explicar cada campo:

  1. No campo id eu defini o tipo de informações que ele receberá como INTt (números inteiros) índice PRIMARY (definida uma chave primária) e A.I. (Auto Incremento)
  2. Nos campos nome e email defini o tipo de informações como VARCHAR (string) e com no máximo 50 caracteres permitidos
  3. No campo comentario eu defini o tipo de dado como TEXT para que não haja limitação de caracteres.

Cliquem no botão salvar e pronto. Criamos nossa tabela.

Vamos criar agora o arquivo conexao.php

O arquivo vai pedir para que vc informe o servidor que vc está usando, o usuário e a senha. Também vai pedir o banco de dados que vc vai usar. Mas como eu faço para saber o usuário e a senha do servidor que eu estou usando? É fácil, na raíz da mysql (geralmente este endereço http://127.0.0.1/home/mysql/) procure por um link chamado privilégios. Clique nele e lá vc encontrará o nome do seu servidor, usuário e senha.

Repare que aqui eu tenho todas as informações que preciso.

  • Usuário : root
  • Servidor : localhost
  • Senha : não tem senha

Com base nestas informações, crie um arquivo novo chamado conexao.php e insira as seguintes linhas.

<?php
$conectar = mysql_connect(‘localhost’,’root’,’ ‘) or die (“Erro ao se conectar com o servidor ” . mysql_error());
$banco = mysql_select_db(‘aula’) or die (“Erro ao se conectar com o banco de dados ” . mysql_error());
?>

Explicando as linhas.
$conectar = mysql_connect(‘localhost’,’root’,’ ‘) or die (“Erro ao se conectar com o servidor ” . mysql_error());
Aqui eu criei uma váriável chamada $conectar e atribuí o comando mysql_connect (que faz a conexão com o servidor). Repare que entre parênteses eu defini o nome do servidor, usuário e senha conforme indicado no link de privilégios. O comando or die reporta um possível erro.
$banco = mysql_select_db(‘aula’) or die (“Erro ao se conectar com o banco de dados ” . mysql_error());
Nesta eu criei uma variável chamada $banco que escolhe o banco de dados que eu vou usar para fazer as interações com o php (no nosso caso o banco de dados  aula).
Salve o arquivo com o nome conexao.php.
Vamos criar o arquivo validar.php.
Pra que vai servir esse arquivo? Pra três coisas.
  1. Receber os dados do formulário
  2. Validar esses dados
  3. Inserir os dados no banco de dados (mais precisamente na tabela “comentarios”)

Vamos ao primeiro passo que é receber os dados do formulário. Para isso, vamos criar uma variável chamada $nome e definir o comando $_POST[‘nome’];

Vai ficar assim:

$nome = $_POST[‘nome’];

Explicando a linha.

Criei uma variável chamado $nome e defini o comando $_POST[]. Este comando irá buscar os dados postados pelo formulário (lembra do método que usamos para enviar os dados?). Claro que pra isso eu preciso identificar qual campo ele vai buscar pra armazenar na variável. Basta definir a name do campo que vc quer dentro do colchetes [ ] e com aspa simples ficando conforme está mostrado  nas linhas acima.

É bom ressaltar que vc pode inserir vários comandos de segurança aqui mas vamos deixar isso pra outra aula, ok?

Faça o mesmo com os outros campos do formulário (email e comentario)

Seu arquivo ficará assim.

$nome = $_POST[‘nome’];
$email = $_POST[‘email’];
$comentario = $_POST[‘comentario’];

Vamos começar a validar os dados. Vai ser algo bem simples e rápido, ok? Vou deixar uma aula só de validações de dados pra vcs em um outro tuto. Vamos dizer que todos os campos do formulário precisam ser preenchidos, senão ele não envia os dados para o banco de dados.

Pra isso vamos usar a estrutura if

if(empty($nome)){
echo “<script>alert(‘Atenção! O campo nome não pode ficar em branco. )</script>”;
echo ‘<script>history.back();</script>’;
}

Outro comando simples. bastou usar dentro o if o comando empty($nome). este comando diz que a variável $nome está vazia. Se ela estiver vazia o php executa os comandos dentro das chaves {}. No nosso caso eu defini um alert do javascript pra informar o erro e um history.back para voltar à página anterior (o index)

Podemos inserir os mesmos comandos para as outras variáveis ($email e $comentario). Nosso script vai ficar assim.

if(empty($nome)){
echo “<script>alert(‘Atenção! O campo nome não pode ficar em branco. )</script>”;
echo ‘<script>history.back();</script>’;
} else if(empty($email)){
echo “<script>alert(‘Atenção! O campo email não pode ficar em branco. )</script>”;
echo ‘<script>history.back();</script>’;
} else if(empty($comentario)){
echo “<script>alert(‘Atenção! O campo comentario não pode ficar em branco. )</script>”;
echo ‘<script>history.back();</script>’;
}

Entendendo a lógica. Se o campo nome estiver vazio ele vai vai informar o erro e voltar ao index. Se não ele vai fazer o teste para o campo email.  E assim por diante. Se todas as requisições forem atendidas ele pode inserir os dados no banco de dados. Pra isso vamos pedir para o php buscar as informações do arquivo conexao.php. Vc pode deixar esse comando no topo do script.

O comando usado é require(‘conexao.php’);

Até agora o nosso script deve estar com esse formato

require(‘conexao.php’);

$nome = $_POST[‘nome’];
$email = $_POST[‘email’];
$comentario = $_POST[‘comentario’];

if(empty($nome)){
echo “<script>alert(‘Atenção! O campo nome não pode ficar em branco. )</script>”;
echo ‘<script>history.back();</script>’;
} else if(empty($email)){
echo “<script>alert(‘Atenção! O campo email não pode ficar em branco. )</script>”;
echo ‘<script>history.back();</script>’;
} else if(empty($comentario)){
echo “<script>alert(‘Atenção! O campo comentario não pode ficar em branco. )</script>”;
echo ‘<script>history.back();</script>’;
}

Vamos inserir os dados no banco de dados.

Pra isso vamos usar este comando dentro do else

$inserir = mysql_query(“INSERT INTO comentarios (nome, email, comentario) VALUES (‘$nome’, ‘$email’, ‘$comentario’)”);
echo “<script>alert(‘Dados enviados com sucesso!)</script>”;
echo ‘<script>history.back();</script>’;

Explicando o código.

Criei uma variável $inserir que executa o comando mysql_query. O mysql_query executa um comando mysql que está em uma string (no nosso caso esta string “INSERT INTO comentarios (nome, email, comentario) VALUES (‘$nome’, ‘$email’, ‘$comentario’)”) Este comando diz que os dados serão inserido (INSERT) dentro da tabela comentarios (into comentarios) e os campos nome, email e comentario (nome, email, comentario) são iguais respectivamente (VALUES) às variáveis $nome, $email e $comentario (‘$nome’, ‘$email’, ‘$comentario’). repare no uso das aspas simples para definir as variáveis. Não vá esquecer elas, hein? Eu vivia esquecendo esse detalhe.

Depois eu defini uma alert para dizer ao usuário que os dados foram enviados com sucesso e volto para o index.

Está quase pronto. Só falta exibir esses dados na index.

Abra o arquivo novamente e abaixo do formulário defina os seguintes comandos.

<?php
require(‘conexao.php’);
?>

Primeiro vamos fazer a conexão com o servidor e com o bando de dados usando o arquivo conexao.php

continuando…

$tabela = mysql_query(“SELECT * FROM comentarios ORDER BY id DESC”);
Aqui eu criei uma variável chamada $tabela que executa o comando mysql (mysql_query que busca a tabela comentarios (SELECT * FROM comentarios) e ordena os dados de forma decrescente pela id (ODER BY id DESC). Caso vc queira que os dados sejam exibidos de maneira ascendente basta substituir o DESC por ASC.

continuando…

$exibir = mysql_fetch_array($tabela);
Nesta linha de comando nós vamos armazenar dentro da variável $exibir os dados do banco de dados. O problema é que são muitos dados, como podemos armazenar tantas informações em uma variável? É aí que entra o comando mysql_fecth_array. Ele busca os dados do banco de dados (que está armazenada na variável $tabela) e define setores de posicionamento dos dados na variável.

Vamos exibir os dados que vc vai entender.

Se inserirmos o comando echo $exibir vc vai ver na tela algo como array. então nós só precisamos definir o campo da tabela que queremos exibir

Vamos tentar o comando echo $exibir[‘nome’];

Pronto, este comando exibe o conteúdo da variável no setor que representa o campo nome

Vc pode ainda concatenar tags html ao comando php

echo $exibir[‘nome’] . “<br />”;
echo $exibir[‘email’] . “<br />”;
echo $exibir[‘comentario’] . “<hr />”;

O problema é que ao testar vc vai perceber que só aparece um comentário. Como eu faço para aparecer todos?

Basta usar a estrutura while. A estrutura while executa os comandos dentro da chave enquanto ele encontrar comentários.

while($exibir = mysql_fetch_array($tabela)){
echo $exibir[‘nome’] . “<br />”;
echo $exibir[‘email’] . “<br />”;
echo $exibir[‘comentario’] . “<hr />”;
}

O index.php ficará com esse formato.

<html xmlns=”http://www.w3.org/1999/xhtml”&gt;
<head>
<meta http-equiv=”Content-Type” content=”text/html; charset=utf-8″ />
<title>Sistema de comentário</title>
</head>
<body>
<h1>Digite seu comentário</h1>
<form method=”post” action=”validar.php”>
<div>Nome: </div>
<div><input type=”text” name=”nome” />
</div>
<div>Email: </div>
<div>
<input type=”text” name=”email” />
</div>
<div>Comentário: </div>
<div>
<textarea cols=”30″ rows=”5″ name=”comentario”></textarea>
</div>
<hr />
<div>
<input type=”submit” value=”Enviar” />
</div>
</form>

<?php

require(‘conexao.php’);
$tabela = mysql_query(“SELECT * FROM comentarios ORDER BY id DESC”);
while($exibir = mysql_fetch_array($tabela)){
echo $exibir[‘nome’] . “<br />”;
echo $exibir[‘email’] . “<br />”;
echo $exibir[‘comentario’] . “<hr />”;
}

?>

</body>
</html>

Beleza galera, espero que tenham gostado. se precisarem de alguma ajuda ou ficarem com algum dúvida é só dar um toque.

abs.

Anúncios

Olá galerinha!!!

Mais um site acabou de sair do forno.

A Fusion, comandada pelo Luthier Erlon Alves de Souza oferece aos seus clientes uma série de serviços, além de também vender vários equipamentos e acessórios indispensáveis para a sua banda.

O site conta com um painel de controle para que os administradores tenham total controle sobre o site, podendo inserir, editar e excluir artigos, produtos, fotos e muito mais.

.: | Fusion Luthier | :.

Os internautas por sua vez, poderão conhecer os belos trabalhos realizados pela Fusion acessando os menus de Luthier, Serviços, entrar em contato, ver artigos interessantes do mundo da música  e ainda ter à disposição uma loja virtual que usa o conceituado sistema PagSeguro UOL.

Vocês podem acessar o site clicando aqui.

Salve galera. Resolvi fazer algo que eu ainda não tinha feito no Photoshop e passar durante as minhas aulas.

O resultado é esse abaixo. A arte ficou com uma falha na renderização dos pixels mas ainda está legal. Fiquei com preguiça de criar outra tudo de novo.

Abraços!!!

_________________________________________________________________________________________________________

Link Patrocinado:

Salve galera. Trabalhar no domingo é cruel. Muito cruel!!! Então pra não ficar louco eu comecei a fazer uma montagem no Photoshop só pra me distrair. O resultado está aí. Um unicórnio feito em Photoshop todo cheio de pose.  Não é que ficou legal?

Abraços!!!

Salve galera! Aqie temos mais uma arte feita em CorelDraw X4 que será usada como referência para que vocês façam o exercício de hoje.

Mas atenção! Isto não é uma vetorização hein?

Nada de deixar o jpeg no Corel e desenhar por cima. Quero que vocês analisem a imagem, e desenhem usando as ferramentas que acharem mais apropriadas. Neste caso eu usei a “Lente”, a “Duplicar”, a “Transparência Interativa” entre outras.

A beleza do Corel é que vocês podem fazer a mesma arte usando ferramentas totalmente diferentes das que eu usei. Mãos a obras galera!!

topper

Mais uma da sessão “Por e-mail”. O Nick me mandou este e-mail e achei que estava mais que na hora de muitos líderes conhecerem essa verdade! Segue abaixo!

________________________________________________________

*Celia Spangher

Na sala de reunião de uma multinacional o CEO nervoso fala com sua equipe de gestores. Agita as mãos mostra gráficos e olhando nos olhos de cada um ameaça: “ninguém é insubstituível” . A frase parece ecoar nas paredes da sala de reunião em meio ao silêncio. Os gestores se entreolham, alguns abaixam a cabeça. Ninguém ousa falar nada.

De repente um braço se levanta e o CEO se prepara para triturar o atrevido:

– Alguma pergunta?

– Tenho sim. E o Beethoven?

– Como? – o CEO encara o gestor confuso.

– O senhor disse que ninguém é insubstituível e quem substitui o Beethoven?

Silêncio.

Ouvi essa estória esses dias contada por um profissional que conheço e achei muito pertinente falar sobre isso. Afinal as empresas falam em descobrir talentos, reter talentos, mas, no fundo continuam achando que os profissionais são peças dentro da organização e que quando sai um é só encontrar outro para por no lugar.

Quem substitui Beethoven? Tom Jobim? Ayrton Senna? Ghandi? Frank Sinatra? Dorival Caymmi? Garrincha? Michael Phelps? Santos Dumont? Monteiro Lobato?Faria Lima ? Elvis Presley? Os Beatles? Jorge Amado? Paul Newman? Tiger Woods? Albert Einstein? Picasso?

Todos esses talentos marcaram a História fazendo o que gostam e o que sabem fazer bem – ou seja – fizeram seu talento brilhar. E portanto são sim insubstituíveis.

Cada ser humano tem sua contribuição a dar e seu talento direcionado para alguma coisa. Está na hora dos líderes das organizações reverem seus conceitos e começarem a pensar em como desenvolver o talento da sua equipe focando no brilho de seus pontos fortes e não utilizando energia em reparar “seus gaps”.

Ninguém lembra e nem quer saber se Beethoven era surdo, se Picasso era instável, Caymmi preguiçoso, Kennedy egocêntrico, Elvis paranoico.

O que queremos é sentir o prazer produzido pelas sinfonias, obras de arte, discursos memoráveis e melodias inesquecíveis, resultado de seus talentos.

Cabe aos líderes de sua organização mudar o olhar sobre a equipe e voltar seus esforços em descobrir os pontos fortes de cada membro. Fazer brilhar o talento de cada um em prol do sucesso de seu projeto.

Se você ainda está focado em “melhorar as fraquezas” de sua equipe corre o risco de ser aquele tipo de líder que barraria Garrincha por ter as pernas tortas, Albert Einstein por ter notas baixas na escola, Beethoven por ser surdo e Gisele Bundchen por ter nariz grande.

E na sua gestão o mundo teria perdido todos esses talentos???

Segue abaixo mais uma vetorização feita pelos meus alunos de Web. A bola da vez é o Homer, vetorizado pelo Wanderson que fez um belo trabalho. Se me permite a dica, use menos pontos e nós e deixe as linhas com um formato mais curvo. A arte fica mais clean!!!

Parabéns man!!!

Curtam a arte!!

homer

Salve Galera! Há algum tempo a direção da empresa onde eu trabalho me pediu pra fazer uma arte para um evento de Halloween que aconteceu por aqui. Após um tempinho de Brainstorm criei uma moldura para colocar as informações.

Segue abaixo a arte (sem as informações do evento) para  que vocês possam usar da maneira que acharem melhor. Aquele abraço e feliz dia das sogras (ops quer dizer, Bruxas hueheuheuheuhueheuhehue)!!!!

 

Halloween

Aproveito este espaço, até mesmo porque faz muito tempo que não atualizo com nenhuma informação relevante ao Coaching, (aproveito para me desculpar junto aos meus visitantes, mas a falta é justificável, final de semestre na faculdade, trabalho e provas) mas voltando ao tópico, e prometendo em breve muitos novos artigos, estou aqui para anunciar a estreia, inauguração ou lançamento, do mais novo website de nosso grupo: Ao Trabalho (www.aotrabalho.com.br)

logo8

Este website, vai auxiliar a ligação entre profissionais liberais que possuam algum serviço para oferecer, e o publico em geral, que procura encontrar estes serviços. Esperamos com este projeto, auxiliar o trabalho de divulgação de muitos profissionais, e contamos com a participação de todos, seja divulgando este espaço para pessoas que precisam de algum serviço específico, ou para profissionais autônomos que buscam um espaço para divulgar seus serviços. Acessem e comentes sobre este novo projeto, e deixo a todos um convite final: Vamos ao Trabalho???

Twittando por ai…

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Musicas – Last.FM

setembro 2017
S T Q Q S S D
« jun    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Links e Selos

Uêba - Os Melhores Links

WWF-Brasil. Cuidando do ambiente onde o bicho vive. O bicho-homem.

Firefox - Download

Quer Divulgar?

Selo Inatitude

Add to Google

BlogBlogs

BlogBlogs
Pingar o BlogBlogs
Adicionar aos Favoritos BlogBlogs

Web Rádio Studio

Visitas

  • 3,198,265 com atitude

In-Atitude Apoia:

Creative Commons License
Inatitude por https://inatitude.wordpress.com esta licença se refere a Creative Commons Atribuição-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.


Creative Commons License
Inatitude por https://inatitude.wordpress.com esta licença se refere a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.



Compras pelo e-mail: prof.medeiros@gmail.com ou através do site:
Adriano Medeiros