You are currently browsing the tag archive for the ‘rock’ tag.

Formada em 1981, a banda atingiu muito sucesso, até mesmo na segunda metade da década de 90 quando a popularidade do heavy metal começava a cair. Eles faziam metal moderno (ou o chamado “power-groove”, termo cunhado pela própria banda pois boa parte de suas músicas possuíam riffs “grudentos”). Isso fica especialmente evidente no álbum Vulgar Display of Power.

O Pantera lançou três discos (Metal Magic, de 1983, Projects In The Jungle, de 1984 e I Am The Night, de 1985) antes de demitir o então vocalista Terry Glaze para a entrada de Phil Anselmo no quarto disco, Power Metal, de 1988. Na época, Glaze teria sido informado sobre assinar com uma gravadora pertencente a Gene Simmons do KISS, mas Terry rejeitou o contrato e foi mandado embora. Os membros restantes encontraram Phil Anselmo em Nova Orleans e produziram Power Metal, uma gravação onde Phil regravou algumas canções cantadas originalmente por Glaze, além de algumas originais.

O primeiro álbum de sucesso comercial foi Cowboys From Hell, de 1990. Neste ponto, a música do Pantera ainda era fortemente influenciada por heavy metal clássico, com vocais ao estilo de Rob Halford do Judas Priest e riffs e solos mais complexos do guitarrista Dimebag Darrell, embora o álbum também tenha começado a demonstrar um estilo muito mais extremo do que os trabalhos anteriores.

O álbum de maior sucesso foi Vulgar Display of Power, de 1992, onde os vocais em falsete foram substituídos por vocais gritados mais influenciados pelo Thrash-Metal e um som de guitarra muito mais pesado. A extensão do crescimento de popularidade deste álbum pode ser vista no sucesso instantâneo do álbum seguinte, Far Beyond Driven, de 1994, que estreou no topo das paradas americana e australiana de discos, sendo o primeiro disco de metal a conseguir tal feito, apesar da crise de metal na América na época. Neste disco, o som tomou um rumo mais extremo. O próximo álbum, The Great Southern Trendkill, foi lançado em 1996. O álbum fez um sucesso moderado, especialmente considerando a época em que foi lançado. O último disco do Pantera, de 2000, foi Reinventing The Steel, incluindo os singles “Goddamn Electric” e “Revolution is My Name”.

A banda se dissolveu depois que Anselmo deixou a banda para buscar outros trabalhos com bandas como Down, embora os irmãos Abbott não tivessem terminado oficialmente a banda até iniciar os trabalhos em seu novo projeto, New Found Power. Como nas circunstâncias em que Rob Halford saiu do Judas Priest, os membros restantes ficaram no aguardo que ele retornasse, mas isso nunca aconteceu. Ao invés, Anselmo decidiu continuar com uma de suas (muitas) bandas paralelas, o Superjoint Ritual. Após o lançamento do segundo disco desta banda (A Lethal Dose of American Hatred, de 2003), o baterista Vinnie Paul (Abbott) e Dimebag Darrell (Abbott) formaram o New Found Power, que logo após foi rebatizado como Damageplan (New Found Power acabou sendo o nome do único álbum da banda).

O fim da banda não foi amigável e, subseqüentemente, a imprensa provocou uma guerra entre Superjoint Ritual e Damageplan. Entre as acusações plantadas, dizia-se que Anselmo e os irmãos Abbott tinham dificuldades em concordar sobre que direção eles queriam que a sonoridade do Pantera tomasse. Vinnie Paul e Dimebag chegaram a comentar que Anselmo os forçava a fazer as músicas que ele queria, não podendo assim experimentar e arriscar com suas gravações. Além disso, o vício de Anselmo em drogas (ele já chegou a ter uma overdose de heroína) era conhecido por causar turbulências entre a banda. Por fim, como resultado de outros problemas internos à banda, a relação entre Anselmo e os irmãos Abbott se deteriorava rapidamente de uma forma geral. No meio do fogo cruzado estava o baixista Rex Brown, que por fim ficou do lado de Anselmo, tocando com ele no segundo disco do Down, A Bustle In Your Hedgerow, de 2002.

Em 2004, um fanático do Pantera chamado Nathan Gale matou Dimebag Darrell a tiros na casa de espetáculos Alrosa Villa, em Columbus, Ohio, quando o Damageplan entrou no palco. Um membro da platéia, uma empregada do local e um segurança da banda também foram assassinados antes que Gale fosse morto a tiros pelo policial James Niggemeyer.

Após a morte de Dimebag, uma reunião do Pantera tornou-se obviamente impossível, mas comentários públicos de Phil Anselmo após o tiroteio sugeriram que ele teria cogitado se reunir com a banda.

Membros

* Phil Anselmo – vocal
* Dimebag Darrell – guitarra
* Rex Brown – baixo
* Vinnie Paul (Abbott) – bateria

Discografia
Data de lançamento Título Gravadora
1983 Metal Magic Metal Magic Records
1984 Projects in the Jungle Metal Magic Records
1985 I Am the Night Metal Magic Records
1988 Power Metal Metal Magic Records
1990 Cowboys from Hell Atlantic Records
1992 Vulgar Display of Power Eastwest Records
1994 Far Beyond Driven Eastwest Records
1996 The Great Southern Trendkill Eastwest Records
1997 Official Live: 101 Proof Eastwest Records
2000 Reinventing the Steel Eastwest Records
2003 The Best of Pantera: Far Beyond the Great Southern Cowboys’ Vulgar Hits!

SINGLES

Ano Single Álbum
1990 Cowboys from Hell (Single) Cowboys from Hell
1990 Cemetery Gates Cowboys from Hell
1990 Psycho Holiday Cowboys from Hell
1992 Mouth for War Vulgar Display of Power
1992 This Love Vulgar Display of Power
1992 Hollow Vulgar Display of Power
1993 Walk Vulgar Display of Power
1994 Planet Caravan Far Beyond Driven
1994 5 Minutes Alone Far Beyond Driven
1994 I’m Broken Far Beyond Driven
1996 Suicide Note Pt. I The Great Southern Trendkill
1996 Floods The Great Southern Trendkill
1997 Where You Come From Official Live: 101 Proof
1999 Cat Scratch Fever Trilha sonora de Detroit Rock City
2000 Revolution Is My Name Reinventing the Steel
2000 Goddamn Electric Reinventing the Steel
2000 I’ll Cast a Shadow Reinventing the Steel

Reinventing Hell: The Best of Pantera (international title)
Eastwest Records

Se você é fã de musica, e sente falta de uma boa musica na internet, quando está trabalhando, então temos dois links interessantes. o Primeiro é o:

Logo

Essa é a nova ferramenta de pesquisa da Google. Agora com o Discovery Music fica muito mais fácil e seguro baixar musicas da net, sem ter que apelar para programas P2P ou torrents.
Lançado em 11 de Março, a nova ferramenta faz buscas utilizando o mesmo sistema de buscas convencional do Google para encontrar arquivos, e atraves de algumas variáveis acrescentadas ao termo que se esta procurando todos os arquivos .mp3 disponiveis na net ficam a sua disposição.

Outra ferramenta, é uma rádio online que você pode escolher a década de seu estilo de musica preferido:

discovery O título “Musicovery”, é uma aglutinação das palavras de língua inglesa “music” (música) e “discovery” (descoberta), e é justamente esta a proposta do site em questão: ajudar você a ampliar seus horizontes musicais e a encontrar e conhecer todo tipo de música.
Com um sistema pra lá de interativo, a rádio online permite ao usuário começar a escutar músicas de acordo com a sua preferência sem ter que gastar muito tempo com complicações e nem configurando nada.
Assim que for feita a escolha de um gênero, a rádio já começa a tocar. Porém, se você deseja ser mais específico, pode obter melhores resultados escolhendo mais 3 parâmetros: ritmo, estado de espírito e época.
Adicione os ingredientes para uma boa degustação sonora
São, ao todo, 18 estilos musicais oferecidos, relacionados a partir de um espectro de cores variadas. A princípio, todos estão selecionados para tocar na sua rádio, mas, se por algum motivo um estilo musical não lhe agrade, é só desmarcá-lo para fazer músicas relacionadas a ele não tocarem mais.
Na linha do tempo, é possível demarcar a época das canções que serão tocadas, da maneira que você quiser: restringir a escolha a apenas uma década ou então deixar tocando só músicas do novo milênio.
Para adicionar um tempero em sua salada musical, você seleciona o estado de espírito, dentro de um retângulo dividido em quatro extremos — Dark (obscuro), Calm (calmo), Positive (positivo) e Energetic (energético).
Nesse quadro, a experimentação pode ser maior, já que se escolhe pontos variáveis que combinam os tipos de energia relacionadas aos sons. Se você quer escutar músicas para meditar ou para dançar, é só mudar as batidas e o ritmo para mais ou menos, escolhendo trilhas sonoras de agitação ou relaxamento para se encaixarem de acordo com as ocasiões.
O sistema de cores e um outro semelhante à emissão de ondas são excelentes para auxiliar o usuário a sempre saber em que praia está navegando. Tudo o que você escolheu vai estar destacado, facilitando a assimilação da interface.

  

Tudo Que Vai

Capital Inicial

Composição: Dado Villa-Lobos, Alvin L., Tony Platão

Hoje é o dia
E eu quase posso tocar o silêncio
A casa vazia.
Só as coisas que você não quis
Me fazem companhia
Eu fico à vontade com a sua ausência
Eu já me acostumei a esquecer

Tudo que vai
Deixa o gosto, deixa as fotos
Quanto tempo faz
Deixa os dedos, deixa a memória
Eu nem me lembro

Salas e quartos
Somem sem deixar vestígio
Seu rosto em pedaços
Misturado com o que não sobrou
Do que eu sentia
Eu lembro dos filmes que eu nunca vi
Passando sem parar em algum lugar.

Tudo que vai
Deixa o gosto, deixa as fotos
Quanto tempo faz
Deixa os dedos, deixa a memória
Eu nem me lembro mais
Fica o gosto, ficam as fotos
Quanto tempo faz
Ficam os dedos, fica a memória
Eu nem me lembro mais

Quanto tempo, eu já nem sei mais o que é meu
Nem quando, nem onde

Tudo que vai
Deixa o gosto, deixa as fotos
Quanto tempo faz
Deixa os dedos, deixa a memória
Eu nem me lembro mais
Fica o gosto, ficam as fotos
Quanto tempo faz
Ficam os dedos, fica a memória
Eu nem me lembro mais

Eu nem me lembro mais…

Fogo – Capital Inicial

Humm… Você é
tão acostumada a sempre ter razão
Humm… Você é tão articulada quando fala não pede atenção
O poder de dominar é tentador
Eu já não sinto nada sou todo torpor
É tão certo quanto o calor do fogo
É tão certo quanto o calor do fogo
Já não tenho escolha e participo do seu jogo
Participo do seu jogo
Não consigo dizer se é bom ou mau
Assim como o ar me parece vital
Onde quer que eu vá o que quer que eu faça
Sem você não, tem graça
Humm… Você sempre surpreende e eu tento entender
Humm… Você nunca se arrepende Você gosta e sente até prazer
Mas se você me perguntar eu digo sim
Eu continuo porque a chuva não cai só sobre mim
Vejo os outros todos estão tentando
E É tão certo quanto o calor do fogo
Já não tenho escolha e participo do seu jogo
Participo do seu jogo
Não consigo dizer se é bom ou mau
Assim como o ar me parece vital
Onde quer que eu vá o que quer que eu faça
Sem você não, tem graça
É tão certo quanto o calor do fogo
É tão certo quanto o calor do fogo
Já não tenho escolha e participo do seu jogo
Participo do seu jogo…
É tão certo quanto o calor do fogo
É tão certo quanto o calor do fogo
Já não tenho escolha e participo do seu jogo
Participo do seu jogo…

Twittando por ai…

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Musicas – Last.FM

junho 2019
S T Q Q S S D
« jun    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Links e Selos

Uêba - Os Melhores Links

WWF-Brasil. Cuidando do ambiente onde o bicho vive. O bicho-homem.

Firefox - Download

Quer Divulgar?

Selo Inatitude

Add to Google

BlogBlogs

BlogBlogs
Pingar o BlogBlogs
Adicionar aos Favoritos BlogBlogs

Web Rádio Studio

Visitas

  • 3.240.040 com atitude

In-Atitude Apoia:

Creative Commons License
Inatitude por https://inatitude.wordpress.com esta licença se refere a Creative Commons Atribuição-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.


Creative Commons License
Inatitude por https://inatitude.wordpress.com esta licença se refere a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.



Compras pelo e-mail: prof.medeiros@gmail.com ou através do site:
Adriano Medeiros