You are currently browsing the tag archive for the ‘planeta’ tag.

image001

Essa pergunta foi a vencedora em um congresso sobre vida sustentável. “Todo mundo ‘pensando’ em deixar um planeta melhor para nossos filhos… Quando é que ‘pensarão’ em deixar filhos melhores para o nosso planeta?” Passe adiante! Precisamos começar JÁ! Uma criança que aprende o respeito e a honra dentro de casa e recebe o exemplo vindo de seus pais, torna-se um adulto comprometido em todos os aspectos, inclusive em respeitar o planeta onde vive…

Anúncios

Esta é pra você Joel, que não pode vir na aula passada e me pediu o tutorial. Vamos estar fazendo um planeta usando os recursos doPhotoshop CS3. Nada de pegar imagens na internet, nem nada disso, só usando ferramentas do Photoshop.

Primeiro, vá em File New  e  crie um arquivo com as configurações abaixo.

pds1

Pinte sua tela de preto (use o atalho Alt + Backspace). Vá em Filter, Render, Clouds.

Repare que você terá criado algumas nuvens na tela.

psd2

Vá novamente em Filter, Render porém,desta vez vá em Diference Clouds. Repare que as nuvens ficam mais destacadas. Isso será muito útil para a criação deste planeta. Você deve eestar se perguntando, eu não poderia ir êdireto para o Diference Clouds? A resposta é não. Mesmo indo em Diference Clouds antes ele iria ativar a Clouds comum.

psd3

Vá novamente em Filter (de novo? Isto é só o começo!), acesse a opção Distort e depois Polar Coordinates.

psd4

 Repare que sua imagem começa a ter formas de um planeta porém ele está com um traço feio no meio. Isso porque a Polar Coordinates pega os dois extremos da imagem e junta-as em formato circular gerando a lista.Isso não vai dar nenhuma sensação de realismo entãovamos precisar enganar ela. Selecione a opção Polar to rectangular como mostra a figura abaixo.

psd5

Vamos renomear a camada. Dê dois clicks sobre a mesma e dê o nome de Planeta. Repare que o cadeado que trancava parcialmente a layer Background sumiu e você tem agora totral controle sobre ela.

psd6

Deixe a camada de cabeça pra baixo.Vá em Edit – Transform – Rotate 180º.

Vá novamente em Filter, Distort, Polar Coordinates e, agora sim, selecione Rectangular to Polar. Clique em Ok. Sua arte agora está com formas de um planeta sem a faixa do meio.

psd7

Usando a ferramenta Eliptcal Marquee,selecione o planeta e inverta a seleção (Ctrl+ Shift + I).

psd8

 Delete o fundo. Crie uma noca camada chamada espaço e deixe a mesma embaixo do planeta como indicado na imagem abaixo.

psd91

Para criar o espaço, vamos pintar ele de branco (????) .  Calma que vocês vão entender. Pinte de branco usando Ctrl + Backspace.  Sabe aqueles quadradinhos preto e branco que são usados para pintar os objetos no Photoshop? Inverta-os usando a setinha.

psd10

Vá em Filter, Sketch, Reticulation. Aumente a Density da ferramenta e veja as estrelas aparecerem. deixe-a doseu gosto e clique em OK.

psd11

Vamos diminuir um pouco o tamanho do planeta. Pra isso, pegue a Move Tool e ative a Show Transform Control que está na barra de propriedades.

Dimensione a imagem e aplique as transformçoes clicando no botão Apply.

psd12

Vamos pintar nosso planeta de outra cor. Com a camada doplaneta selecionada ative aopção Hue saturation (Ctrl + U). Ative a opção colorize.

Repare que aparece três opções de edição de cor.

A hue é o tom da cor;
A saturation é a saturação da cor (aqui você aumenta e diminui a força da cor)
Brightness é o brilho da imagem (mais escuro e mais claro).

Mude apenas a Hue e escolha uma cor bacana para o seu planeta. Por que não mudar a Saturation e a Brightness? Porque elas podem tirar o realismo da imagem. Veja como está ficando!

psd13

Vamos dar mais sensação de realismo ainda. Você já deve ter visto fotos deplanetas que não estão totalmente iluminados pelo sol. Aqueles que ficam com uma parte escura. Vamos fazer o mesmo. Use a ferramenta Burn Tool para criar a sombra que queremos.

psd14

Passe o mouse repetidas vezes no planeta até chegar ao resultado abaixo.

psd15

Mescle as camadas (Ctrl + E) e vamos fazer o efeito final. Vamos criar um sol nascendo atrás do Planeta.

Vá em filter, Render, Lens Flare e configure como na imagem abaixo.

psd16

O resultado final é esse aí em baixo. Espero  que tenham gostado do tuto.

planeta-pronto

Levei muito tempo para compreender de onde viera. O principezinho, que me fazia milhares de perguntas, não parecia sequer escutar as minhas. Palavras pronunciadas ao acaso é que foram, pouco a pouco, revelando tudo. Assim, quando viu pela primeira vez meu avião (não vou desenhá-lo aqui, é muito complicado para mim), perguntou-me bruscamente:
– Que coisa é aquela?
– Não é uma coisa. Aquilo voa. É um avião. O meu avião.
Eu estava orgulhoso de lhe comunicar que eu voava. Então ele exclamou:
– Como? Tu caíste do céu?
– Sim, disse eu modestamente.
– Ah! como é engraçado…
E o principezinho deu uma bela risada, que me irritou profundamente. Gosto que levem a sério as minhas desgraças. Em seguida acrescentou:
– Então, tu também vens do céu! De que planeta és tu?
PlanetaVislumbrei um clarão no mistério da sua presença, e interroguei bruscamente:
– Tu vens então de outro planeta?
Mas ele não me respondeu. Balançava lentamente a cabeça considerando o avião:
-É verdade que, nisto aí, não podes ter vindo de longe…
Mergulhou então num pensamento que durou muito tempo. Depois, tirando do bolso o meu carneiro, ficou contemplando o seu tesouro.
Poderão imaginar que eu ficara intrigado com aquela semiconfidência sobre “os outros planetas”. Esforcei-me, então, por saber mais um pouco.
– De onde vens, meu bem? Onde é tua casa? Para onde queres levar meu carneiro?
Ficou meditando em silêncio, e respondeu depois:
– O bom é que a caixa que me deste poderá, de noite, servir de casa.
– Sem dúvida. E se tu fores bonzinho, darei também uma corda para amarrá-lo durante o dia. E uma estaca.
A proposta pareceu chocá-lo:
– Amarrar? Que idéia esquisita!
– Mas se tu não o amarras, ele vai-se embora e se perde…
E meu amigo deu uma nova risada:
– Mas onde queres que ele vá?
– Não sei… Por aí… Andando sempre para frente.
b612Então o principezinho observou, muito sério:
– Não faz mal, é tão pequeno onde moro!
E depois, talvez com um pouco de melancolia, acrescentou ainda:
– Quando a gene anda sempre para frente, não pode mesmo ir longe…

::: Continua ———

CHICAGO, EUA (AFP) – Um planeta como a Terra parece estar se formando a cerca de 424 anos-luz de distância, em meio a um enorme cinturão de poeira quente, revelou nesta quarta-feira Carey Lisse, do Laboratório de Física Aplicada da Universidade Johns Hopkins.

Com idade entre 10 e 16 milhões de anos, o sistema solar deste Terra 2planeta ainda está em sua “adolescência”, mas vive um momento perfeito para que se formem planetas como a Terra.

O enorme anel de poeira que rodeia uma das duas estrelas deste sistema solar está exatamente no meio da “zona habitável” do sistema, onde se houver um planeta rochoso a água poderá existir.

Este tipo de cinturão de poeira raramente se forma em torno de estrelas como o Sol, e a presença de um anel de gelo externo faz supor que a água, e portando a vida, poderão em algum momento chegar à superfície deste planeta.

O cinturão é formado por compostos rochosos similares aos que se encontram na crosta terrestre e sulfetos parecidos com os existentes no centro do nosso planeta.

“É exatamente o que se precisa para fazer uma Terra. É emocionante pensar no que está ocorrendo”, afirmou Lisse.

Serão necessários mais 100 milhões de anos até que este planeta esteja totalmente formado e mais um bilhão de anos para que surjam os primeiros sinais de vida, destacou Lisse.

As imagens foram capturadas pelo telescópio espacial Spitzer, da Agência Espacial Americana (Nasa), e serão publicadas na próxima edição da revista Astrophysical.

Fonte: Yahoo

Twittando por ai…

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Musicas – Last.FM

setembro 2018
S T Q Q S S D
« jun    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Links e Selos

Uêba - Os Melhores Links

WWF-Brasil. Cuidando do ambiente onde o bicho vive. O bicho-homem.

Firefox - Download

Quer Divulgar?

Selo Inatitude

Add to Google

BlogBlogs

BlogBlogs
Pingar o BlogBlogs
Adicionar aos Favoritos BlogBlogs

Web Rádio Studio

Visitas

  • 3.228.210 com atitude

In-Atitude Apoia:

Creative Commons License
Inatitude por https://inatitude.wordpress.com esta licença se refere a Creative Commons Atribuição-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.


Creative Commons License
Inatitude por https://inatitude.wordpress.com esta licença se refere a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.



Compras pelo e-mail: prof.medeiros@gmail.com ou através do site:
Adriano Medeiros


Anúncios