You are currently browsing the tag archive for the ‘loucura’ tag.

M – Onde você vai?
H – Vou sair um pouco.
M – Vai de carro?
H – Sim.
M – Tem gasolina?
H – Sim… coloquei.
M – Vai demorar?
H – Não… coisa de uma hora.
M – Vai a algum lugar específico?
H – Não… só rodar por aí.
M – Não prefere ir a pé?
H – Não… vou de carro.
M – Traz um sorvete pra mim!
H – Trago… que sabor?
M – Manga.
H – Ok… na volta eu passo e compro.
M – Na volta?
H – Sim… senão derrete.
M – Passa lá, compra e deixa aqui.
H – Não… melhor não! Na volta… é rápido!
M – Ahhhhh!
H – Quando eu voltar eu tomo com você!
M – Mas você não gosta de manga!
H – Eu compro outro… de outro sabor.
M – Aí fica caro… traz de cupuaçu!
H – Eu não gosto também.
M – Traz de chocolate… nós dois gostamos.
H – Ok! Beijo… volto logo…
M – Ei!
H – O que?
M – Chocolate não… Flocos…
H – Não gosto de flocos!
M – Então traz de manga prá mim e o que quiser prá você.
H – Foi o que sugeri desde o começo!
M – Você está sendo irônico?
H – Não… tô não! Vou indo.
M – Vem aqui me dar um beijo de despedida!
H – Querida! Eu volto logo… depois.
M – Depois não… quero agora!
H – Tá bom! (Beijo.)
M – Vai com o seu ou com o meu carro?
H – Com o meu.
M – Vai com o meu… tem cd player… o seu não!
H – Não vou ouvir música… vou espairecer…
M – Tá precisando?
H – Não sei… vou ver quando sair!
M – Demora não!
H – É rápido… (Abre a porta de casa.)
M – Ei!
H – Que foi agora?
M – Nossa!!! Que grosso! Vai embora!
H – Calma… estou tentando sair e não consigo!
M – Porque quer ir sozinho? Vai encontrar alguém?
H – O que quer dizer?
M – Nada… nada não!
H – Vem cá… acha que estou te traindo?
M – Não… claro que não… mas sabe como é?
H – Como é o quê?
M – Homens!
H – Generalizando ou falando de mim?
M – Generalizando.
H – Então não é meu caso… sabe que eu não faria isso!
M – Tá bom… então vai.
H – Vou.
M – Ei!
H – Que foi, cacete?
M – Leva o celular, estúpido!
H – Prá quê? Prá você ficar me ligando?
M – Não… caso aconteça algo, estará com celular.
H – Não… pode deixar…
M – Olha… desculpa pela desconfiança… estou com saudade… só isso!
H – Ok meu amor… Desculpe-me se fui grosso. Tá.. eu te amo!
M – Eu também!
M – Posso futricar no seu celular?
H – Prá quê?
M – Sei lá! Joguinho!
H – Você quer meu celular prá jogar?
M – É.
H – Tem certeza?
M – Sim.
H – Liga o computador… lá tem um monte de joguinhos!
M – Não sei mexer naquela lata velha!
H – Lata velha? Comprei pra a gente mês passado!
M – Tá.. ok… então leva o celular senão eu vou futricar…
H – Pode mexer então… não tem nada lá mesmo…
M – É?
H – É.
M – Então onde está?
H – O quê?
M – O que deveria estar no celular mas não está…
H – Como!?
M – Nada! Esquece!
H – Tá nervosa?
M – Não… tô não…
H – Então vou!
M – Ei!
H – Que ééééééé?
M – Não quero mais sorvete não!
H – Ah é?
M – É!
H – Então eu também não vou sair mais não!
M – Ah é?
H – É.
M – Oba! Vai ficar comigo?
H – Não vou não… cansei… vou dormir!
M – Prefere dormir do que ficar comigo?
H – Não… vou dormir, só isso!
M – Está nervoso?
H – Claro, porra!!!
M – Por que você não vai dar uma volta para espairecer?

– Luis Fernando Veríssimo.

Um estudante de jornalismo do Afeganistão de 23 anos foi condenado a morte por distribuir material que imprimiu pela internet que violava os dogmas dos Islã.
Sayad Parwez Kambaksh foi condenado a morte por distribuir um texto que humilhava o Islã, disse o responsável pelo julgamento, Fazel Wahab, para agências de notícias internacionais.
Kambaksh discutiu o texto com seu professor e com colegas de classe da Balkh University. Os estudantes protestaram contra o governo.
A família de Kambaksh e um grupo de jornalistas denunciaram o veredicto e afirmaram que o estudante não foi representado por um advogado no julgamento.
O caso agora parte para para a primeira de duas cortes de apelação. Kambaksh, que está preso desde outubro, vai permanecer sob a custódia do governo afegão durante o apelação.
Wahab afirmou que apenas o presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, pode perdoar o estudante, pois ele teria confessado que violou os dogmas do Islã.

Como manter um nível saudável de insanidade

1.) No seu horário de almoço, sente-se no seu carro estacionado, coloque seus óculo escuros e aponte um secador de cabelos para os carros que passam. Veja se eles diminuem a velocidade.

2.) Insista que o seu e-mail é Xena.Princesa.Guerreira@nomedaempresa.com.br ou elvis.O.Rei@nomedaempresa.com.br.

3.) Sempre que alguém lhe pedir para fazer alguma coisa, pergunte se quer que fritas acompanhem.

4.) Encorage seus colegas de sala para fazer uma dança de cadeiras sincronizada com você.

5.) Coloque a sua lata de lixo sobre a mesa e escreva “Entra” nela.

6.) Desenvolva um estranho medo de grampeadores.

7.) Coloque café descafeinado na máquina de café por três semanas. Quando todos tiverem superado o vício a cafeína, mude para expresso.

8.) No canhoto de todos os seus cheques escreva “Ref. favores sexuais”.

9.) Sempre que alguém lhe falar alguma coisa, responda com “isso é o que você pensa”.

10.) Termine todas as suas frases com “de acordo com a profecia”.

11.) Ajuste a brilho do seu monitor para o que o nível dele ilumine toda a área de trabalho. Insista com os outros que você gosta desse jeito.

12.) Não use pontuações.

13.) Sempre que possível, pule ao invés de andar.

14.) Pergunte às pessoas de que sexo elas são. Ria histericamente depois que elas responderem.

15.) Quando estiver em um drive-thru, especifique que o pedido é para viagem.

16.) Cante junto na ópera.

17.) Vá a um recital de poemas e pergunte por que os poemas não rimam.

18.) Descubra onde o seu chefe faz compras e compre exatamente as mesmas roupas. Use-as um dia depois que o seu chefe usá-las. Isso é especialmente efetivo se o seu chefe for do sexo oposto.

19.) Mande e-mails para o resto da empresa para dizer o que você está fazendo. Por exemplo: “Se alguém precisar de mim, estarei no banheiro, na cabine #3”.

20.) Coloque uma tela de mosquitos ao redor do seu cubículo. Toque um CD com sons da floresta durante o dia inteiro.

21.) Com cinco dias de antecedência, avise seus amigos que você não pode ir à festa deles porque não está no clima.

22.) Ligue para o CVV e não fale nada.

23.) Faça seus colegas de trabalho lhe chamar pelo seu apelido, Duro na Queda.

24.) Quando sair dinheiro do caixa eletrônico, grite.

25.) Ao sair do zoológico, corra na direção do estacionamento gritando “Salve-se quem puder, eles estão soltos!”.

26.) Fale para o seu chefe “não são as vozes na minha cabeça”.

27.) Na hora do jantar, anuncie para os seus filhos: “Devido à nossa situação econômica, teremos de mandar um de vocês embora”.

28.) Todas as vezes que você vir uma vassoura, grite “Amor, sua mãe chegou!”.

Siga estes mandamentos, você também se tornará uma pessoa realmente insana…

Twittando por ai…

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Musicas – Last.FM

dezembro 2019
S T Q Q S S D
« jun    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Links e Selos

Uêba - Os Melhores Links

WWF-Brasil. Cuidando do ambiente onde o bicho vive. O bicho-homem.

Firefox - Download

Quer Divulgar?

Selo Inatitude

Add to Google

BlogBlogs

BlogBlogs
Pingar o BlogBlogs
Adicionar aos Favoritos BlogBlogs

Web Rádio Studio

Visitas

  • 3.243.552 com atitude

In-Atitude Apoia:

Creative Commons License
Inatitude por https://inatitude.wordpress.com esta licença se refere a Creative Commons Atribuição-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.


Creative Commons License
Inatitude por https://inatitude.wordpress.com esta licença se refere a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.



Compras pelo e-mail: prof.medeiros@gmail.com ou através do site:
Adriano Medeiros