You are currently browsing the tag archive for the ‘liderança’ tag.

Mais uma da sessão “Por e-mail”. O Nick me mandou este e-mail e achei que estava mais que na hora de muitos líderes conhecerem essa verdade! Segue abaixo!

________________________________________________________

*Celia Spangher

Na sala de reunião de uma multinacional o CEO nervoso fala com sua equipe de gestores. Agita as mãos mostra gráficos e olhando nos olhos de cada um ameaça: “ninguém é insubstituível” . A frase parece ecoar nas paredes da sala de reunião em meio ao silêncio. Os gestores se entreolham, alguns abaixam a cabeça. Ninguém ousa falar nada.

De repente um braço se levanta e o CEO se prepara para triturar o atrevido:

– Alguma pergunta?

– Tenho sim. E o Beethoven?

– Como? – o CEO encara o gestor confuso.

– O senhor disse que ninguém é insubstituível e quem substitui o Beethoven?

Silêncio.

Ouvi essa estória esses dias contada por um profissional que conheço e achei muito pertinente falar sobre isso. Afinal as empresas falam em descobrir talentos, reter talentos, mas, no fundo continuam achando que os profissionais são peças dentro da organização e que quando sai um é só encontrar outro para por no lugar.

Quem substitui Beethoven? Tom Jobim? Ayrton Senna? Ghandi? Frank Sinatra? Dorival Caymmi? Garrincha? Michael Phelps? Santos Dumont? Monteiro Lobato?Faria Lima ? Elvis Presley? Os Beatles? Jorge Amado? Paul Newman? Tiger Woods? Albert Einstein? Picasso?

Todos esses talentos marcaram a História fazendo o que gostam e o que sabem fazer bem – ou seja – fizeram seu talento brilhar. E portanto são sim insubstituíveis.

Cada ser humano tem sua contribuição a dar e seu talento direcionado para alguma coisa. Está na hora dos líderes das organizações reverem seus conceitos e começarem a pensar em como desenvolver o talento da sua equipe focando no brilho de seus pontos fortes e não utilizando energia em reparar “seus gaps”.

Ninguém lembra e nem quer saber se Beethoven era surdo, se Picasso era instável, Caymmi preguiçoso, Kennedy egocêntrico, Elvis paranoico.

O que queremos é sentir o prazer produzido pelas sinfonias, obras de arte, discursos memoráveis e melodias inesquecíveis, resultado de seus talentos.

Cabe aos líderes de sua organização mudar o olhar sobre a equipe e voltar seus esforços em descobrir os pontos fortes de cada membro. Fazer brilhar o talento de cada um em prol do sucesso de seu projeto.

Se você ainda está focado em “melhorar as fraquezas” de sua equipe corre o risco de ser aquele tipo de líder que barraria Garrincha por ter as pernas tortas, Albert Einstein por ter notas baixas na escola, Beethoven por ser surdo e Gisele Bundchen por ter nariz grande.

E na sua gestão o mundo teria perdido todos esses talentos???

O Gerente administra
– O Líder inova.
O Gerente conserva

– O Líder desenvolve.
O Gerente se apoia em sistemas

– O Líder em pessoas.
O Gerente conta com controles
– O Líder em confiança.
O Gerente faz certo as coisas
– O Líder faz a coisa certa.

(Revista Fortune).

Capacidade de liderança” é uma exigência que aparece cada vez com mais freqüência em anúncios de emprego. Mas por que essa característica tem sido tão exigida pelo mercado de trabalho?

Nos últimos anos, os negócios sofreram transformações que exigem a participação de profissionais cada vez mais preparados para enfrentá-las. E esse preparo inclui, por exemplo, ampla visão empresarial, equilíbrio emocional e rapidez na tomada de decisões.

Queremos um líder

Na área de TI, a capacidade de liderança tem sido um dos principais requisitos para que um profissional seja selecionado e contratado. Mas essa capacidade é realmente fundamental na vida de um profissional? Para o consultor da área de Desenvolvimento Humano da consultoria Manager, Flávio Capaz, sim.

– Muitas vezes você encontra grupos de trabalho ou usuários que necessitam de uma solução, mas não conseguem definir bem o que precisam. E o profissional de TI, tendo a capacidade de liderança, pode ajudar essas pessoas ou conduzir um grupo – justifica.

Na opinião do psicólogo Ruy Góes, quando as empresas procuram profissionais com capacidade de liderança, elas estão buscando gente capaz de liderar projetos, não pessoas. Góes, que atua na área de desenvolvimento comportamental, ministrando palestras e cursos, acredita que ser líder é importante, mas saber ser liderado também.

– Há momentos em que é preciso ser um bom liderado, estando pronto para ajudar o líder quando necessário. O profissional de TI, de modo geral, tem que estar é preparado e ter desenvolvido suas competências e relações interpessoais – analisa Góes.

Gerenciar não é liderar

É preciso ter cuidado quando se fala em liderança, pois muita gente confunde essa característica com o simples ato de delegar tarefas, que está mais associado ao cargo de gerente.

Mas todo gerente é líder? Nem sempre. E nem todo líder é um gerente. Ficou confuso? Você já vai entender.

Um gerente, quando não tem o perfil de líder, preocupa-se apenas em delegar tarefas, de olho nos resultados, deixando o fator humano em segundo plano. O líder, por sua vez, tem comprometimento não só com o trabalho, mas também com sua equipe, dando motivação e incentivo para que o projeto caminhe.

– O líder pressupõe algumas características pessoais que vão além de um título ou cargo. Normalmente, quando o líder está comprometido com um projeto, ele pensa no objetivo da companhia, através de uma visão sistêmica da realidade, e contribui para que isso se espalhe entre as outras pessoas – explica a diretora de Recrutamento da consultoria Mariaca & Associates, Danielle Sarraf.

Para Flávio Capaz, da Manager, muitas vezes um gerente é obrigado a exercer a liderança, o que não significa que ele vá lidar bem com essa situação.

– É muito cômodo chefiar e muito difícil liderar. Ter o poder é inebriante. Alguns ficam fascinados com isso e depois descobrem que, à medida em que dão as ordens, vão se beneficiando de alguma forma. Liderar é uma grande dificuldade para muitos profissionais; mandar é sempre mais fácil. Só que a liderança é algo que pode ser exercido sem que se tenha subordinados – ressalta.

Líderes e líderes

Um dos aspectos que determinam se um profissional é ou não um bom líder é a forma como ele lida com esse “poder”. Mas nem sempre é assim. Para a gerente de Conteúdo do portal Bumeran RH, Cristina Spera, o comportamento do líder depende também da situação pela qual ele está passando.

– O que é um bom ou um mau líder? Acho que ele é bom ou ruim dependendo do objetivo que queira atingir. Um profissional pode ter sido um mau líder em uma determinada tarefa ou situação, mas isso não significa que será sempre assim – acredita.

Há também outros fatores que podem influenciar no perfil de um líder, como a forma com a qual ele se relaciona com as pessoas de sua equipe. Se ele não estiver preparado para lidar com suas emoções e com as dos outros, pode ser obrigado a enfrentar sérios problemas.

===============================================
Outro site com muito conteúdo tecnológico, onde você poderá estar acessando também diversas dicas para cursos, seminarios e palestras, é no Fórum Triade-SP. Entre e faça seu cadastro gratuítamente. Aproveite tambem para conhecer a seção de RPG e participe de uma aventura medieval online.
================================================publicidade-baner

O Processo de Coaching, visa principalmente motivar e capacitar as pessoas para que alcancem suas metas e objetivos.

Vejamos algumas definições de motivação encontradas na internet:

Definições de motivação:

O Coach, trabalha junto ao seu cliente, o coachee, a conquistar essa qualidade em sua forma de vida, cria competencias, que ajudam o coachee a se motivar e alcançar resultados cada vez maiores em suas vidas, e com o treino, se tornam capazes de por sí só, ter motivação para alcançar qualquer meta estipulada para seu futuro.

Vejamos alguns videos motivacionais, de situações onde pessoas motivadas alcançaram seus objetivos:

Esses são videos de liderança e motivação, onde podemos encontrar uma realidade que podemos ter em nossa vida, a partir do momento que encontramos o caminho correto para obte-las. Entre em nosso site http://coaching.triade-sp.com.br, e conheça um pouco mais sobre nosso trabalho com coaching, e se torne uma pessoa de sucesso e motivada, através de nossas sessões de coaching, motivação e liderança.

Twittando por ai…

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Musicas – Last.FM

novembro 2019
S T Q Q S S D
« jun    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Links e Selos

Uêba - Os Melhores Links

WWF-Brasil. Cuidando do ambiente onde o bicho vive. O bicho-homem.

Firefox - Download

Quer Divulgar?

Selo Inatitude

Add to Google

BlogBlogs

BlogBlogs
Pingar o BlogBlogs
Adicionar aos Favoritos BlogBlogs

Web Rádio Studio

Visitas

  • 3.243.024 com atitude

In-Atitude Apoia:

Creative Commons License
Inatitude por https://inatitude.wordpress.com esta licença se refere a Creative Commons Atribuição-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.


Creative Commons License
Inatitude por https://inatitude.wordpress.com esta licença se refere a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.



Compras pelo e-mail: prof.medeiros@gmail.com ou através do site:
Adriano Medeiros