O principezinho atravessou o deserto e encontrou apenas uma flor. Uma flor de três pétalas, uma florzinha à-tôa…

 

– Boa dia, disse o príncipe.

– Boa dia, disse a flor.

– Onde estão os homens? perguntou polidamente.

A flor, um dia, vira passar uma caravana:

– Os homens? Eu creio que existem seis ou sete. Vi-os há muitos anos. Mas não se pode nunca saber onde se encontram. O vento os leva. Eles não têm raízes. Eles não gostam das raízes.

– Adeus, disse o principezinho.

– Adeus, disse a flor.

Anúncios